Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 15/11 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 15/11 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 15/11 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 15/11 08h57 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 15/11 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 15/11 08h30 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 11/11 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 11/11 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

Tufão violento ameaça milhões de moradores no norte das Filipinas

media Chuvas fortes começaram a cair e os ventos são violentos na província de Cagayan, nas Filipinas Reparejo/via REUTERS

O norte das Filipinas se encontra ameaçado por um poderoso tufão. Mais de quatro milhões de pessoas se encontram em sua trajetória no arquipélago. Mangkhut, como está sendo chamado, é anunciado como o maior tufão do ano.

Marianne Dardard, correspondente da RFI em Manila

Ainda que o Mangkut não tenha sido classificado como um supertufão, as autoridades estão em alerta máximo nas Filipinas. No norte do arquipélago, onde o tufão já chegou, as evacuações começaram há vários dias. "Já faz quase uma semana que nos preparamos. Nós organizamos retiradas preventivas de moradores e esperamos receber mais pessoas nas próximas horas", disse Manuel Mamba, governador da província de Cagayan.

Na região litorânea, o aumento repentino do nível do mar causado pelos ventos do tufão na superfície pode chegar até 6 metros de altura. "Durante o último grande tufão em nossa região, tivemos 14.000 casas completamente destruídas, mas também todas as nossas plantações de arroz e milho. Espero que isso não aconteça desta vez, mas estamos nos preparando", lembra Manuel Mamba.

Todas as escolas suspenderam suas aulas na área, vários voos foram cancelados e os pescadores foram fortemente desaconselhados a sair no mar. O tufão tocou a terra firme nas Filipinas na noite desta sexta-feira (14).

 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.