Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 23/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 23/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 23/08 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 23/08 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 23/08 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 23/08 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/08 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Europa

Espanha tenta garantir futuro de seus cidadãos no Reino Unido em Brexit sem acordo

media Mulheres conversam em Gibraltar, território do Reino Unido reivindicado historicamente pela Espanha, em 22 de novembro de 2018. REUTERS/Jon Nazca

A Espanha declarou nesta sexta-feira (1°) ter adotado um decreto para minimizar os efeitos de um possível Brexit sem acordo. O documento preservará o visto de residência de cerca de de 300.000 britânicos que moram em seu território, além de preservar seus direitos no país. Em troca, Londres deverá retribuir com o mesmo procedimento, no caso de espanhóis vivendo no Reino Unido.

Madri exigiu que Londres garanta o direito à residência e trabalho de 150.000 espanhóis, que vivem no Reino Unido. O objetivo é garantir "que nenhum cidadão britânico ou espanhol fique desprotegido, nem ele nem seus parentes", declarou Carmen Calvo, vice-presidente do governo do socialista Pedro Sanchez. A Espanha é o país da União Europeia que abriga o maior número de britânicos fora do Reino Unido.

Calvo detalhou medidas relativas a residência, emprego e saúde que complementarão as adotadas pela UE. O decreto estabelece assim "as medidas necessárias para proteger os trabalhadores e aposentados cobertos pelo sistema de segurança social da Espanha e do Reino Unido". "Esperamos não precisar usar esse decreto", observou a vice-presidente, garantindo que ele seria implementado "se o Reino Unido decidir abandonar a União Europeia mesmo sem acordo”.

Gibraltar

Ela enfatizou que uma atenção especial seria destinada à área do Campo de Gibraltrar em Andaluzia, no sul da Espanha, para garantir um "fluxo rápido" de passagem para os 9.000 trabalhadores espanhóis que atravessam a fronteira diariamente para Gibraltar.

Os empregos no enclave britânico da rica Gibraltar, situada no extremo sul da Espanha, são vitais para os habitantes da região. Mas esses trabalhadores são também indispensáveis ​​para o bom funcionamento da economia do famoso rochedo.

Um mês antes do Brexit, normalmente previsto para 29 de março, o Reino Unido corre o risco de ficar sem um acordo de saída, com os deputados tendo rejeitado massivamente em janeiro o texto negociado entre a primeira-ministra britânico Theresa May e a UE.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.