Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 19/04 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 19/04 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 19/04 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 19/04 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 19/04 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 19/04 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 18/04 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 18/04 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Greenpeace estende faixa na Torre Eiffel contra Marine Le Pen

media Faixa estendida pela ONG Greenpeace na Torre Eiffel, em Paris, pede aos franceses para resistir à eleição da Frente Nacional. REUTERS/Mal Langsdon

Membros da organização ambientalista Greenpeace estenderam na manhã desta sexta-feira (5) no vão da Torre Eiffel, em Paris, uma faixa convocando os franceses a resistir à eleição da candidata de extrema-direita, Marine Le Pen, à presidência no próximo domingo (7). No banner amarelo, lê-se o lema da república francesa "liberdade, igualdade, fraternidade, #Resist Greenpeace", escrito em letras pretas.

A ação aconteceu às 5h25, horário em que o local é pouco frequentado. Enquanto militantes fixavam a faixa, uma bailarina da ONG fez uma breve performance nos jardins da torre. Um vídeo postado nas redes sociais registra a intervenção.

"Não podemos ficar de braços cruzados diante do risco da Frente Nacional chegar ao poder", diz em um comunicado Jean-François Julliard, diretor-geral da Greenpeace na França. "Nós lançamos um grito de alarme: recusamos que a Frente Nacional se apodere dos valores universais da república para confiná-los no interior das fronteiras, impedindo que eles sejam aplicados para todos", acrescenta a ONG.

Militantes detidos

A faixa foi fixada abaixo do primeiro andar da Torre Eiffel por 12 militantes da organização ambientalista, e todos foram detidos para interrogatório. A ação criou um mal-estar entre a Secretaria de Segurança de Paris e a empresa que administra a Torre Eiffel. As autoridades consideram que o acesso fácil dos militantes ao local revelou falhas no esquema de segurança. A ameaça de atentados faz da Torre Eiffel um dos pontos turísticos mais protegidos da capital, mas o esquema falhou na manhã desta sexta-feira.

Em um manifesto publicado no dia 30 de abril no Journal du Dimanche, 61 ONGs, incluindo a Greenpeace, fizeram um apelo para impedir a eleição da candidata da extrema-direita. No texto, as associações exaltam valores que animam a sociedade francesa e que estão comprometidos por várias propostas do programa de Marine Le Pen. "Defendemos a liberdade de criticar, de manifestar, de pensar de maneira diferente, de propor alternativas", cita o texto. Em relação à igualdade, as organizações consideram que ela deve prevalecer no acesso ao mercado de trabalho e à saúde pública, assim como a fraternidade, "na generosidade e humanidade compartilhada por todos no dia a dia".

A candidata da Frente Nacional quer que os estrangeiros paguem pelo atendimento no sistema público de saúde e promete cobrar uma taxa dos empregadores que contratarem profissionais de outras nacionalidades, entre outras medidas de protecionismo francês.

Uma pesquisa de intenção de voto do instituto Elabe divulgada hoje aponta que o centrista Emmanuel Macron deve se eleger no próximo domingo com 62% dos votos. Le Pen deve obter 38%. A abstenção promete ser alta: o instituto Odoxa calcula que 25% dos eleitores não irão votar no segundo turno.

Com informações da AFP

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.