Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 23/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 23/07 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 23/07 15h00 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 23/07 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 23/07 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/07 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 22/07 15h00 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Incêndio em Paris deixa 17 feridos em estado grave

media Bombeiros observam o edifício incendiado no bairro de Belleville, em Paris. REUTERS

Um incêndio ocorrido neste domingo em um edifício de sete andares em um bairro popular da zona leste de Paris deixou 17 pessoas com ferimentos graves, informou o corpo de bombeiros da capital francesa. Pelo menos cinco feridos estão em estado "crítico" e correm risco de morte, segundo um porta-voz dos bombeiros.

A polícia segue a pista de um incêndio criminoso. O fogo começou no subsolo e, segundo testemunhas, um grupo de jovens foi visto saindo do local poucos minutos antes de o edifício ser tomado pelas chamas. Uma moradora desesperada se jogou da janela do primeiro andar e está entre os feridos em estado crítico. 

Mais de 20 moradores foram retirados do edifício, que fica no bairro de Belleville, vigésimo distrito da capital, região onde vive uma grande comunidade de origem asiática. Foram necessárias duas horas para controlar o fogo. No total, o corpo de bombeiros mobilizou 234 homens, de 27 casernas da capital, e 64 caminhões.

Poucos apartamentos foram atingidos pelo fogo, conforme relatou o general-adjunto dos bombeiros, Christian Beau. Ele explicou que a dificuldade foi evacuar os moradores pela única escada de emergência que possuía o edifício e foi totalmente tomada pelas chamas. Esse problema é recorrente nos imóveis da capital, lamentou o general.

A ministra da Habitação, Cécile Duflot, declarou que as razões do incêndio continuam desconhecidas. Segundo ela, 130 a 150 pessoas terão de ser realojadas em abrigos de urgência por causa do incidente.

 
O tempo de conexão expirou.