Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 20/05 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 20/05 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 20/05 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 20/05 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 20/05 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 20/05 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 19/05 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 19/05 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

Balanço de vítimas de terremoto e tsunami na Indonésia sobe para 832 mortos

media Autoridades da Indonésia afirmaram que centenas de vítimas estão sob os escombros do terremoto e do tsunami que atingiram a ilha de Sulawesi na última sexta-feira (28). REUTERS

O balanço de vítimas do terremoto e do tsunami que atingiram a ilha de Sulawesi, na Indonésia subiu para 832 mortos neste domingo (30). As autoridades advertem que esse número deve aumentar: centenas de vítimas estão sob os escombros, especialmente na cidade de Palu, devastada pelo tremor e por ondas de seis metros na última sexta-feira (28). 

A Agência de Gestão de Desastres da Indonésia atualizou o balanço de vítimas fatais e anunciou que ao menos 540 pessoas ficaram feridas. "Enviamos milhares de pessoas, sobretudo do exército e da polícia para o local", afirmou o porta-voz da agência, Sutopo Purwo Nugroho. 

Em Palu, vários corpos ainda estão nas praias, alguns deles cobertos com lonas azuis. Destroços espalhados pela região mostram a violência com que ondas de até seis metros de altura atingiram a localidade.

Neste domingo, serviços de resgate ainda tentam chegar às zonas afastadas, enquanto a população enfrenta os imperativos básicos da sobrevivência: encontrar alimentos, água potável e abrigos.

Os hospitais não conseguem atender a grande quantidade de feridos. Muitas pessoas recebem atendimento na rua. Os moradores tentam ajudar as vítimas de modo improvisado.

Vítimas sob os escombros

O terremoto afetou principalmente Palu e a região próxima de Donggala. "Em Palu, edifícios e casas foram destruídos, assim como hotéis e hospitais. Acreditamos que dezenas ou centenas de pessoas que ainda não foram encontradas estão debaixo dos escombros", disse o porta-voz da Agência de Gestão de Desastres da Indonésia. 

Imagens compartilhadas nas redes sociais mostram a queda de um andar inteiro em um shopping de Palu, prédios parcialmente destruídos e rachaduras em estradas e calçadas. A cidade continua parcialmente sem energia elétrica neste domingo. O aeroporto e várias estradas foram fechados. Alguns aviões enviados pelo governo, porém, conseguiram aterrissar.

O forte tremor foi sentido a centenas de quilômetros de distância e as autoridades receberam poucas notícias sobre vítimas em Donggala, uma região ao norte de Palu. "Nesta área vivem mais de 300 mil pessoas. Isto já é uma tragédia, mas pode ficar muito pior", afirmou Jan Gelfand, membro da Federação Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho em Jacarta.

Entre as centenas de desaparecidos, há três franceses, um sul-coreano e um malaio. Em comunicado divulgado neste domingo, o governo francês expressou sua solidariedade à Indonésia e o presidente francês, Emmanuel Macron, ofereceu ajuda ao país.

Terremoto de intensidade 7,5

De acordo com o Instituto Geológico dos Estados Unidos (USGS), o terremoto de sexta-feira atingiu 7,5 de magnitude e foi mais forte que a série de tremores que deixaram mais de 500 mortos e 1.500 feridos em agosto na ilha indonésia de Lombok, perto de Bali.

O epicentro do terremoto foi situado 78 km ao norte de Palu e o tremor foi sentido até o sul, onde está Macasar, capital da ilha. A terra também tremeu na vizinha Kalimantan e em Samarinda, do outro lado do estreito de Macasar.

A Indonésia - um arquipélago de 17 mil ilhas - fica no Anel de Fogo do Pacífico e é um dos países mais propensos a sofrer desastres naturais. Em 26 de dezembro de 2004, a Indonésia sofreu uma série de terremotos devastadores, um deles de magnitude 9,1, na ilha de Sumatra. 

Este tremor provocou um imenso tsunami que deixou 220 mil mortos na região do sudeste asiático, 168 mil apenas na Indonésia. Este foi o terceiro maior terremoto no mundo desde 1900.

(Com informações da AFP)

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.