Ouvir Baixar Podcast
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 20/11 08h30 GMT
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 19/11 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 19/11 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 19/11 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 19/11 08h57 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 19/11 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 19/11 08h30 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 17/11 08h36 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Esportes

Polícia financeira italiana investiga fraude fiscal no futebol

media A Juventus de Turim é uma das equipes investigadas pela polícia financeira italiana. REUTERS/Stefano Rellandini

A polícia financeira iniciou nesta terça-feira uma vasta operação nas sedes de 41 clubes de futebol profissionais da Itália, entre eles a Juventus de Turim e o Milan AC, como parte das investigações sobre fraude fiscal, lavagem de dinheiro e falsificação de documentos relacionados ao mercado de transferência de jogadores.

Segundo fontes policiais, além dos clubes, doze agentes de jogadores também estão no alvo da investigação aberta pela promotoria de Nápoles.

Entre eles estão Alejandro Mazzoni, agente do jogador Ezequiel Lavezzi, atualmente no Paris Saint-Germain, e Alessandro Moggi, filho de um ex-dirigente da Juventus condenado no escândalo dos juízes em 2006, que ficou conhecido como “Calciopoli”.

Nas sedes dos clubes investigados, os militares da polícia financeira da Itália recolheram documentos e principalmente contratos de jogadores.

A promotoria de Nápoles começou a investigação há um ano. Os clubes e agentes são alvos de uma investigação de vários crimes como formação de quadrilha, fraude fiscal, falsificação de notas e lavagem de dinheiro.

Entre os clubes visados pela investigação estão Juventus, Fiorentina, Milan AC, Lazio Roma e Napoli. Times da segunda e terceira divisão também serão investigados pelos policiais.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.