Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 20/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 20/10 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 20/10 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 20/10 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 20/10 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 20/10 09h30 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 19/10 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 19/10 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Américas

França convoca embaixador da Venezuela após morte de líder da oposição

media Velório do vereador opositor de Maduro, Fernando Alban, na Assembleia Nacional de Caracas, Venezuela, 9/10/2018 REUTERS/Carlos Garcia Rawlins

O embaixador venezuelano em Paris foi convocado peloMinistério das Relações Exteriores da França nesta quinta-feira (11) após a morte do líder da oposição venezuelana, Fernando Albán, na prisão de Caracas, segundo informações da chancelaria francesa.

O governo francês disse querer "esclarecer essa morte por meio de uma investigação imparcial e independente", segundo comunicado oficial. A França acrescenta que "é responsabilidade de todos os Estados garantir a integridade física e a saúde dos detentos. Paris reitera o seu apelo à libertação completa de todos os presos políticos e o respeito das liberdades fundamentais na Venezuela".

A morte de Fernando Albán foi considerada um suicídio para as autoridades venezuelanas, enquanto a oposição denuncia um assassinato.

Albán foi preso na sexta-feira (5), acusado de participar de um suposto ataque com drones e explosivos contra o presidente Nicolas Maduro, em agosto. Na segunda-feira (8), ele "pediu para usar o banheiro e uma vez lá, se jogou do décimo andar", disse o procurador-geral Tarek Saab, que anunciou a abertura de uma investigação completa.

As relações entre a França e Venezuela se deterioraram depois que Paris denunciou a "deriva autoritária" do governo Nicolas Maduro, enquanto Caracas acusa a França de promover "uma mudança de governo pela força", após o apoio de Paris à iniciativa de seis países de solicitar uma investigação pelo Tribunal Penal Internacional (TPI) sobre possíveis crimes contra a humanidade, que teriam sido cometidos pelo governo venezuelano.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.