Ouvir Baixar Podcast
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 25/06 09h30 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 23/06 09h30 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 25/06 09h33 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 23/06 09h36 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 25/06 09h57 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 25/06 15h00 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 25/06 15h06 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 25/06 15h27 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Marine Le Pen é a candidata preferida dos jovens franceses, diz pesquisa

media Marine Le Pen tem atraído cada vez mais jovens REUTERS/Regis Duvignau

Os jovens de 18 a 25 anos estão cada vez mais hostis à política do governo do presidente socialista François Hollande e votariam na candidata de extrema-direita Marine Le Pen ou no ex-primeiro-ministro Alain Juppé, do partido de centro-direita Os Republicanos. Esse é o resultado de uma pesquisa divulgada pelo instituto francês Ifop nesta terça-feira (3).

Se a eleição acontecesse neste domingo, o chefe de Estado francês teria de 13% a 15% dos votos dos jovens eleitores no primeiro turno, atrás de Juppé, com 14% a 29%, e da líder do Frente Nacional, Marine Le Pen, que teria entre 27 e 31% dos votos. 1202 pessoas foram ouvidas na sondagem.

Para o cientista político Frédéric Dabi, do Ifop, existe uma ruptura da juventude francesa com a esquerda, marcada pelo descontentamento com o presidente François Hollande. Soma-se a isso a chamada “dediabolização” de Marine Le Pen, cuja retórica aliviou o discurso xenófobo e discriminatório do partido, que passou a ser mais aceito no espaço público.

“Ela é a candidata que mais incita os jovens ao voto, ainda que uma boa parte deles assuma que participaria da eleição para barrar sua vitória”, disse Dabi em entrevista à RFI. Segundo ele, apesar do desempenho da candidata da extrema-direita, todas as pesquisas apontam para uma derrota de Le Pen no segundo turno.

Dados mostram desconfiança em relação ao executivo

Para ele, os dados mostram a desconfiança dos jovens em relação à atuação do executivo: 80% estão descontentes com Hollande e 85% acreditam que ele não cumpriu suas promessas de campanha. “Os jovens, e os franceses, estão marcados pelo temor da instabilidade econômica e social. Existe um dado surpreendente: apenas 40% dos jovens acreditam que as coisas podem melhorar em dez anos. Em um ano, esse número era 64%! E François Hollande é visto como o responsável por esse fracasso”, explica Dabi.

A pesquisa também revela uma simpatia dos jovens pelo ministro da Economia Emmanuel Macron. “É uma das personalidades que levariam os jovens às urnas. É interessante ver que o primeiro sentimento que surge é o da renovação e a motivação para participar das eleições está ligada à renovação que a candidatura de Macron gera para incitar os jovens ao voto”, declara.

Mas o ex-primeiro ministro Allain Juppé, do partido Os Republicanos, seria o único de fato que poderia concorrer com Le Pen nesta faixa etária, gerando até mesmo um possível empate no primeiro turno. “Os jovens da direita querem de todas as formas vencer as eleições presidenciais, e Juppé é o mais cotado. Tirar Hollande, evitar Sarkozy e Le Pen passa pelo voto para Juppé”, conclui o cientista político francês.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.