Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 23/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 23/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 23/08 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 23/08 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 23/08 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 23/08 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/08 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

Hong Kong: milhares vão às ruas em apoio a Pequim e à polícia

media Milhares de pessoas vão às ruas de Hong Kong manifestar em favor de Pequim e da polícia. REUTERS/Edgar Su

Milhares de pessoas marcharam neste sábado (20) em Hong Kong em apoio ao governo pró-Pequim e à polícia, em uma demonstração da polarização da sociedade local após várias semanas de protestos contra o governo.

Hong Kong foi abalada por mais de um mês por manifestações gigantescas, em sua maioria pacíficas, bem como por uma série de violentos confrontos individuais com a polícia, após um projeto de lei que permitiria a extradição de seus cidadãos para a China.

A iniciativa foi suspensa desde então, mas isso não foi suficiente para acalmar a ira de parte da opinião pública, e o protesto tornou-se um movimento mais amplo em prol das reformas democráticas, do sufrágio universal e do freio para cortar liberdade civil nesta cidade semiautônoma.

Apoio a Pequim e à polícia

A manifestação deste sábado foi a oportunidade para os pró-Pequim de reunir seus partidários, agitando bandeiras chinesas e segurando cartazes em apoio à polícia.

Manifestantes contra o governo e grupos de direitos humanos acusam as tropas de choque de uso excessivo da força, incluindo o uso de gás lacrimogêneo e balas de borracha.

Já polícia insiste que sua resposta foi adequada e mostra seus oficiais feridos como prova de que um núcleo duro de manifestantes usou de muita violência.

A polícia calculou que 103 mil pessoas participaram da manifestação, enquanto a mídia local falou em 316 mil, citando os organizadores.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.