Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 21/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 21/09 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 21/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 21/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 20/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 20/09 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

Índia: ioga, o “soft power” do primeiro-ministro Narendra Modi

media Narendra Modi celebra o Dia Mundial da Ioga em Ranchi, na Índia, em 21 de junho de 2019. REUTERS/Rajesh Kumar

Em todo o mundo, esta sexta-feira (21) marca o 5º Dia Internacional da Ioga. Na Índia, país no qual essa prática remonta há mais de 2.000 anos, eventos comemorativos foram organizados em várias cidades. O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, o grande arquiteto da campanha pelo reconhecimento da ioga pela ONU, esteve no centro das festividades.

Antoine Guinard, correspondente da RFI em Nova Délhi

"Tornar a ioga uma parte integral da vida dos pobres" foi o objetivo explicitado por Narendra Modi na frente de uma multidão de cerca de 30 mil pessoas em Ranchi, capital do estado de Jharkhand no leste da Índia, nesta sexta-feira (21). O primeiro-ministro indiano, em seguida, convidou seu público a realizar com ele os "asanas", movimentos e meditações de ioga.

Em outros lugares da Índia, os ministros indianos da Defesa e do Interior, além de vários outros ministros e deputados do BJP, o partido nacionalista hindu de Modi, também participaram de eventos para celebrar o quinto Dia Mundial da Ioga. Trezentas sessões de ioga foram organizadas no total pelo partido em Nova Délhi, eventos que devem contar com a participação de mais de um milhão de pessoas.

A data é acima de tudo uma vitória diplomática e política para o superpoderoso Narendra Modi. Pouco depois de assumir o cargo, em maio de 2014, ele lançou com sucesso a iniciativa na Assembleia Geral da ONU. O primeiro Dia Mundial da Ioga aconteceu no ano seguinte.

Para seus detratores, essa é uma maneira de Modi e seu partido promoverem sutilmente a “hinduização” da sociedade indiana, um dos pilares ideológicos de sua família política.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.