Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 19/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 19/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 19/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 19/09 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 19/09 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 19/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 18/09 15h27 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 18/09 15h00 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

Taiwan celebra primeiros casamentos gay na Ásia

media Os casais Shane Lin (direita) e Marc Yuan, e Cynical Chick (esquerda) e Li Ying-Chien, registraram casamento no Distrito Shinyi em Taipei, Taiwan, 24 de maio de 2019. REUTERS/Tyrone Siu

Dois casais taiwaneses protagonizaram nesta sexta-feira (24), em Taipé, os primeiros casamentos entre pessoas do mesmo sexo no continente asiático, uma semana depois de o parlamento da ilha ter legalizado a união entre homossexuais.

Shane Lin e Marc Yuan, dois jovens que se conheceram no colégio, foram os primeiros a chegar em uma repartição pública na capital, Taipé, onde se beijaram e posaram para fotos com familiares e amigos antes de assinar a certidão de casamento. Logo em seguida, chegaram a autora teatral LiYing Chien e sua companheira, uma desenhista conhecida como Cynical Chick, que assinaram a certidão de casamento.

A votação, que confirmou a posição de Taiwan na vanguarda dos direitos dos homossexuais asiáticos, foi uma vitória dos grupos de direitos LGBTI (Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais ou Transgêneros e Intersexuais) que se mobilizaram durante anos para obter os mesmos direitos ao casamento de que beneficiam os casais heterossexuais.

Decisão histórica

Na última sexta-feira (17), os deputados taiwaneses aprovaram por ampla maioria essa lei que permite que casais do mesmo sexo formem "uniões permanentes exclusivas" e uma cláusula que lhes dá direito a solicitar a inscrição pela administração no registro de casamentos.

Em maio de 2017, o Tribunal Constitucional da ilha julgou inconstitucional o fato de privar pessoas do mesmo sexo do direito de se casarem. A corte havia dado ao governo até 24 de maio de 2019 para mudar a lei, advertindo que se não fizesse nada, o casamento entre pessoas do mesmo sexo se tornaria legal.

Espera-se que ao menos 300 casais gays se apresentem a repartições públicas para registrar sua união, sendo 150 na cidade de Taipé.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.