Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/07 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 21/07 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 21/07 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 21/07 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 21/07 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 20/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 20/07 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

Netanyahu escolhe principal rival de partido para pasta das Relações Exteriores

media O atual ministro dos Transportes e da Inteligência, Israel Katz, vai para a pasta das Relações Exteriores. Miriam Alster/Flash90

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyhu, anunciou neste domingo (17) que confiará o Ministério das Relações Exteriores a Israel Katz, seu principal adversário no partido Likud. Katz, atualmente ministro dos Transportes e da Inteligência, é partidário de uma linha dura no conflito com os palestinos.

"Com o primeiro-ministro vamos continuar fazendo avançar a política exterior de Israel", declarou Katz. Ele se opõe à criação de um Estado palestino e considera que não existem condições de acabar com o conflito israelo-palestino. Ainda não está claro se Katz, 63 anos, terá de abandonar as outras funções ministeriais que ocupa. Ele descreveu sua escolha para as Relações Exteriores como um momento "emocionante".

A decisão foi tomada depois que uma ONG e uma deputada trabalhista apresentaram duas queixas contra Netanyahu, alegando que ele tem muitas funções ministeriais. O primeiro-ministro acumula, além da chefia do governo, as pastas da Saúde e da Defesa.

Analistas veem a nomeação deste influente membro do Likud para o prestigiado Ministério das Relações Exteriores como uma manobra de Netanyahu para as eleições legislativas, marcadas para 9 de abril. O líder israelense, 69 anos, passou 13 anos no poder, incluindo dez consecutivos desde março de 2009, após um primeiro mandato de 1996 a 1999.

Projetos controversos

Em 2017, Katz propôs um projeto, que acabou sendo abandonado, que teria permitido a anexação por Israel de assentamentos israelenses em torno de Jerusalém e na Cisjordânia ocupada, considerados ilegais pela comunidade internacional. Ele também sugeriu a construção de uma ilha ao largo da Faixa de Gaza para levar eletricidade e água limpa para o enclave palestino, que está sob estrito bloqueio israelense. Katz também é autor de um projeto ferroviário que visa ligar os países do Golfo ao Mediterrâneo via Israel.

O procurador-geral de Israel deve anunciar em breve se deve chamar ou não Netanyahu para uma audiência pré-judicial. O primeiro-ministro é suspeito de irregularidades em vários casos de corrupção que tramitam na Justiça israelense.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.