Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 18/08 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 18/08 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 18/08 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 17/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 17/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 17/08 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 17/08 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 17/08 09h33 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

Tailândia legaliza maconha para uso medicinal

media Homem fotografado após comprar em uma loja que vende maconha e produtos derivados da planta no Canadá, 17/10/2018 REUTERS/Chris Wattie/File Photo

A Tailândia aprovou a legalização do cultivo de maconha para fins médicos , tornando-se o primeiro país da Ásia a entrar em um mercado dominado pelo Canadá, Austrália e Israel.

A Assembleia Nacional, composta de deputados nomeados pela junta governamental, aprovou a legalização da maconha na terça-feira (25), mas a lei ainda precisa ser validada pelo rei antes de entrar em vigor.

A decisão é uma boa notícia para o National Farmers Council of Thailand, uma vez que deve ajudá-los a diversificar sua produção.

A Tailândia ainda é um país agrícola, dominado pelo cultivo de arroz e pela exploração de seringueiras.

"Eu espero lucros de 100 bilhões de bahts por ano (2,7 bilhões de euros) com o cultivo de maconha, a venda de erva e óleo de maconha", disse Prapat Panyachartrak, presidente do Conselho Nacional de Agricultores.

A lei especifica que o cultivo seria controlado e o uso de maconha só seria permitido para fins medicinais e não recreativos.

Por muito tempo e antes de ser classificada como narcótica na década de 1970, a maconha era considerada uma erva tradicional na Tailândia.

(Com informações da AFP)

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.