Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 20/11 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 20/11 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 20/11 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 20/11 08h57 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 20/11 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 20/11 08h30 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 18/11 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 18/11 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

Coreia do Norte faz desfile militar pelo seu aniversário de 70 anos com presença de Gérard Depardieu

media Desfile militar marca as comemorações dos 70 anos da Coreia do Norte. Ed JONES / AFP

A Coréia do Norte realizou, neste domingo (9), um desfile militar para celebrar seu 70o aniversário. A cerimônia, para a qual foram convidadas diversas autoridades e lideranças de todo o mundo, contou apenas com a presença do presidente da Mauritânia, Mohamed Ould Abdel Aziz, e do ator francês Gérard Depardieu entre as figuras de destaque.

O artista, que renunciou formalmente a sua cidadania francesa em 2012 alegando discordâncias ideológicas com o governo socialista de François Hollande, estava sentado na arquibancada principal. Desde o começo de 2013, Depardieu tem a cidadania russa, que lhe foi atribuída pelo presidente Vladimir Putin.

Milhares de soldados seguidos de artilharia e tanques desfilaram em frente ao líder norte-coreano Kim Jong Un no centro de Pyongyang. O país, no entanto, decidiu não exibir seus mísseis balísticos intercontinentais, que geraram uma série de sanções internacionais para o país. Depardieu, que segundo o jornal Le Monde, chegou ao país na última sexta-feira (7), assistiu à cerimônia. Ainda segundo o jornal, durante sua estadia no país, ele tem demonstrado falta de paciência com a imprensa. Ao perceber a presença de jornalistas no lobby do hotel em que está hospedado, ele teria dito: "eu não gosto de jornalistas" e se retirado em seguida.

A República Popular Democrática da Coreia, nome oficial do país, foi proclamada em 9 de setembro de 1948, três anos após a divisão da península por Estados Unidos e Rússia, nos últimos dias da Segunda Guerra Mundial.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.