Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 18/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 18/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 18/08 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 18/08 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 18/08 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 18/08 09h30 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 17/08 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 17/08 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

Índia sedia celebrações do Dia Mundial do Meio Ambiente em meio a crise de poluição por plástico

media As margens do rio Yamuna poluído REUTERS/Saumya Khandelwal

Nesta terça-feira (5) é celebrado o dia Mundial do Meio Ambiente, que esse ano tem como tema principal a poluição causada por produtos plásticos. A Índia, designada como sede das comemorações, é uma das nações que mais enfrenta esse problema: o país produz cerca de 6 milhões de toneladas de resíduos plásticos não recicláveis anualmente.

Com informações do correspondente em Nova Délhi, Sébastien Farcis

Os dados são assustadores: por ano, a humanidade consume 500 bilhões de sacolas e, por minuto, um milhão de garrafas plásticas. Aproximadamente 8 milhões de toneladas de plástico chegam aos oceanos todos os anos, causando a morte de 100.000 mamíferos e um milhão de pássaros marinhos. Durante a última década, a produção desse tipo de material superou a do século passado.

A Índia, país sede da celebração do dia mundial do meio ambiente em 2018, gera 5,5 milhões de toneladas de resíduos plásticos todos os anos. Apesar de se apresentar como “líder da reciclagem”, há um longo caminho a ser percorrido pela nação indiana. Na cidade de Nova Délhi, uma das mais poluídas do mundo, existe a proibição de embalagens plásticas desde 2009, mas a regra é dificilmente respeitada.

“A filosofia e o estilo de vida da Índia estão há muito tempo fundamentados no conceito de coexistência com a natureza. Estamos comprometidos em fazer do planeta Terra um lugar mais limpo e mais verde”, afirmou o ministro do Meio Ambiente indiano, Harsh Vardhan. O dirigente defendeu que cada cidadão de cada país se empenhe para praticar pelo menos uma “boa ação ecológica” por dia.

Oceano de plástico

Para comemorar a data de luta contra a poluição e o desmatamento, a Índia propôs uma limpeza geral de suas praias e o desenvolvimento de instalações artísticas pedagógicas sobre o assunto – ações que podem não ser suficientes para conter o consumo de plástico dessa economia emergente.

Faz um ano que Isha, indiana de 29 anos, encomenda suas frutas e legumes em um site especializado. A compra online é mais prática e mais barata que nos mercados de seu bairro. O problema é que esse tipo de consumo intensifica a produção de plástico.

“Se encomendo 20 produtos, cada fruta ou legume vem em uma grande embalagem plástica”, lamenta a jovem. “Eu retiro tudo imediatamente, já que as frutas apodrecem dentro do plástico. Logo em seguida, termino com pilhas de plástico a serem jogados fora.”

Com a explosão do comércio online, as embalagens plásticas invadiram as residências indianas e se tornaram uma nova fonte de poluição num país que já sofre com o lixo produzido. O consumo do material deve aumentar consideravelmente nos quatro próximos anos na Índia, que tem um sistema falho de reciclagem. Por ano, 600.00 toneladas de resíduos plásticos chegam ao oceano indiano.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.