Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 16/10 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 16/10 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 16/10 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 15/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 15/10 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 15/10 15h00 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 14/10 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 14/10 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.

Federação sindical mundial lança site para valorizar trabalhadores dos serviços públicos

Por
Federação sindical mundial lança site para valorizar trabalhadores dos serviços públicos
 
Marcelo Netto, responsápel pela comunicação do ISP (Internacional de Serviços Públicos). Foto: Arquivo Pessoal

Neste 1º de maio dos trabalhadores, a ISP - Internacional de Serviços Públicos - uma federação sindical mundial, lançou o site "One Day". Na página, é possível assistir gratuitamente a uma série de filmes que mostra a vida de homens e mulheres que exercem profissões de interesse público pelo mundo.

A ISP, que representa mais de 20 milhões de trabalhadores, decidiu, através do novo site, mostrar a história de 16 funcionários públicos em nove países: Filipinas, Japão, Indonésia, Itália, EUA, Chade, Líbano, Guatemala e Brasil.

Os vídeos mostram as batalhas na linha de frente contra a privatização e a austeridade. Um dos filmes fala da difícil realidade do Dr. Yunus no Chade, que luta pela vida dos pacientes e tenta, ao mesmo tempo, combater a ditadura no país. Também temos a historia de Aoki, um bombeiro japonês, que luta pelo direito a sindicalização.

"Os trabalhadores são lembrados pela mídia somente quando há greve. Nós queríamos mostrar a rotina dos funcionários que, muitas vezes, arriscam a própria vida" explica Marcelo Netto, responsável de comunicação da ISP.

Para ele, existe uma real perseguição contra o trabalhador público: "por ele ser a ponte entre a sociedade e o governo, o funcionário público acaba se tornando o inimigo nº 1 dos governantes, como vimos na Turquia, onde 152 mil trabalhadores foram demitidos ou presos".

A baixa remuneração também é um dos temas que pode ser encontrado nos filmes. Marcelo Netto lembrou do caso das enfermeiras na Libéria que perderam o emprego por exigir salários mais condicentes com os riscos no cuidado a pacientes com ebola.

O ISP acompanha a situação sindical em 163 países e defende os direitos humanos, o acesso a serviços públicos de qualidade e trabalha com o sistema das Nações Unidas, em parceria com outras organizações.

Ouça a entrevista completa clicando na foto acima

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
Programas
 
O tempo de conexão expirou.