Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 23/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 23/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 23/08 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 23/08 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 23/08 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 23/08 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/08 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

FMI anuncia criação de marco regulatório para avaliar corrupção

media A diretora-gerente do FMI, Christine Lagarde em 12 de dezembro de 2017. STEPHEN JAFFE / INTERNATIONAL MONETARY FUND / AFP

O Fundo Monetário Internacional (FMI) anunciou neste domingo (22) a adoção de um novo marco regulatório destinado a avaliar a corrupção de maneira "mais sistemática" em seus 189 países-membros, ressaltando seu efeito negativo sobre o crescimento, o investimento e as receitas fiscais.

As novas medidas aprovadas pelo comitê diretor do FMI em 6 de abril autorizam as equipes da instituição a "avaliar regularmente" a natureza e a gravidade da corrupção, de acordo com um comunicado.

Essa abordagem será implementada a partir de 1º de julho, disse um funcionário da instituição internacional.

"Sabemos que a corrupção afeta os pobres, mina a confiança nas instituições", disse Christine Lagarde, diretora-gerente do FMI, em um blog.

"A luta contra a corrupção não deveria limitar-se a enviar criminosos para a prisão para ser eficaz, a sua viabilidade a longo prazo passa por amplas reformas, medidas regulatórias e institucionais para melhorar a transparência e a responsabilização", disse o FMI.

Empresas privadas

O Fundo também planeja controlar empresas privadas que se envolvem em práticas corruptas.

Os países membros são encorajados a "permitir uma avaliação de seus arranjos legais e institucionais" no âmbito das missões do FMI.

A corrupção subtrai 2% da riqueza mundial anualmente e afeta a distribuição equitativa do crescimento econômico, o Fundo estimou em um relatório publicado em maio de 2016.

Os subornos pagos anualmente no mundo somam entre 1,5 e 2 trilhões de dólares, quase o PIB da França, disse o documento.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.