Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 23/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 23/10 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 23/10 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 23/10 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 23/10 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 23/10 09h30 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 21/10 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 21/10 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

Queda de avião perto de Moscou mata 71 pessoas a bordo

media Destroços do AN-148 estão sob a neve, em cidade a 70km de Moscou. REUTERS/Stringer

Um avião comercial russo que realizava um voo doméstico caiu neste domingo (11) nos arredores de Moscou, com 71 pessoas a bordo. O acidente ocorreu pouco depois da decolagem do aeroporto de Domodedovo, na capital russa, o segundo maior do país.

O Antonov An-148 da companhia russa Saratov Airlines seguia para Orsk, e caiu no distrito de Ramensky, a cerca de 70km ao sudeste de Moscou. O bimotor desapareceu dos radares menos de 10 minutos depois de levantar voo. Socorristas afirmam que não há sobreviventes.

Segundo as agências de notícias russas, o avião transportava 65 passageiros e seis tripulantes. As causas da tragédia ainda não foram determinadas. Testemunhas do povoado de Argunovo relataram ter visto um avião em chamas cair.

As autoridades não levantaram a hipótese de um ataque terrorista. As agências de imprensa russa evocam uma colisão entre o Antonov e um helicóptero dos Correios – uma versão desmentida por estes.

Destroços espalhados por um quilômetro

Uma fonte do Ministério das Situações de Urgência indicou que os destroços da aeronave se espalharam por cerca de um quilômetro. “Mais de 150 pessoas e 20 veículos de socorro estão no local do acidente”, afirma um comunicado do ministério. Com a queda de neve na cidade, os veículos tinham dificuldade de chegar ao lugar da tragédia, obrigando os socorristas a finalizar o trajeto a pé.

Neve dificulta acesso de socorristas ao local do acidente aéreo, nos arredores de Moscou. REUTERS/Maxim Shemetov

“O presidente Vladimir Putin ordenou ao governo que crie uma comissão especial para apurar essa catástrofe aérea”, indicou o porta-voz do Kremlin. “O presidente apresentou suas condolências a todos os que perderam seus próximos nessa catástrofe.”

Os acidentes aéreos são frequentes na Rússia. O último envolvendo um avião de linha tinha sido em março de 2016, quando um Boeing 737 da companhia Flydubai caiu em Rostov, no momento em que tentava aterrissar em meio a condições meteorológicas desfavoráveis. A tragédia matou 62 pessoas.

Com informações AFP

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.