Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/05 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 22/05 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 22/05 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/05 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/05 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 21/05 15h00 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 20/05 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 20/05 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Últimas notícias
  • Justiça alemã prepara pedido de extradição de Puigdemont para a Espanha
Mundo

Kim Jong-un convida presidente sul-coreano para reunião em Pyongyang

media O líder norte-coreano Kim Jong-un (esq) e o presidente sul-coreano, Moon Jae-in. REUTERS/EDIT RFI

Kim Jong-un convidou o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, para uma reunião em Pyongyang. O convite foi feito neste sábado (10) pela irmã do líder norte-coreano, Kim Yo-jong, que está na Coreia do Sul para assistir aos jogos Olímpicos de Pyeongchang.

O presidente Monn Jae-in recebeu a delegação da Coreia do Norte para um almoço em Seul. Kim Yo-jong entregou uma carta do irmão ao líder sul-coreano. Ela é a primeira integrante da dinastia que dirige a Coreia do Norte visitar o país vizinho desde o fim da guerra na península

Monn Jae-in acolheu positivamente o convite para a reunião, que seria a primeira em dez anos entre os dois dirigentes. Em 70 anos de divisão, os líderes das duas Coreias só se encontraram duas vezes em Pyongyang, em 2000 e em 2007.

Mas o correspondente da RFI em Seul, Frédéric Ojardias, ressalta que o presidente sul-coreano disse que “algumas condições são necessárias” para que a cúpula aconteça. Ele também pediu que o regime norte-coreano retome rapidamente o diálogo com os Estados Unidos.

A data do encontro entre os dois líderes coreanos ainda não foi definida, mas Kim Jong-un quer que ele aconteça “o mais rápido possível”.

Posição americana

Os Estados Unidos parecem incomodados com esta inesperada reaproximação entre as duas Coreias, proporcionada pelos Jogos Olímpicos de Inverno, avalia o correspondente da RFI. Em visita a Pyeongyang, o vice-presidente americano, Mike Pence, fez de tudo para evitar os integrantes da delegação norte-coreana que estão na cidade. Durante a cerimónia de abertura das Olimpíadas, na sexta-feira (9), ele se recusou a apertar a mão dos representantes do Norte.

Início das competições

Os símbolos de reaproximação entre as duas Coreias continuam neste sábado, com o início oficial das competições. O presidente Mon Jae-in assiste ao lado do presidente honorário do Norte, Kim Yong-nam, ao primeiro jogo da equipe feminina unificada de hóquei no gelo. A seleção da Coreia enfrenta a Suíça.

A primeira medalha de ouro das Olimpíadas de Pyengochang foi conquistada pela sueca Charlotte Kalla, na prova de esqui de fundo.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.