Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 25/05 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 25/05 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 25/05 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 25/05 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 25/05 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 25/05 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 24/05 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 24/05 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Últimas notícias
  • Filme brasileiro "Bacurau" ganha prêmio do júri no festival de Cannes
Mundo

Fortuna de bilionários aumentou em 2016 impulsionada pela Ásia, diz estudo

media Estudo aponta 637 bilionários na Ásia. RFI/Siv Channa

O nível das fortunas dos bilionários aumentou em 2016, segundo um estudo publicado nesta quinta-feira (26) pelo banco suíço UBS e pela empresa de auditoria e consultoria PWC, graças a um impulso da Ásia.

No ano passado, a fortuna dos bilionários subiu 17%, chegando a US$ 6 trilhões, após uma retração em 2015, indicou o banco em um comunicado. A alta equivale ao dobro do avanço do MSCI World Index, índice usado pelos gestores de fundos para medir o desempenho dos mercados de ações, apontou o UBS.

O nível de riqueza aumentou quase um terço no ano passado, em US$ 2 trilhões, segundo os autores do estudo, que identificaram 637 bilionários na Ásia.

Essa expansão se deve principalmente ao aumento da riqueza na Ásia, onde um novo bilionário surge, em média, a cada dois dias, de acordo com este estudo.

A concentração de riqueza continua mais forte nos Estados Unidos, onde a fortuna combinada dos 563 bilionários relatados chegava a 2,8 trilhões de dólares no ano passado, contra 2,4 trilhões em 2015.

Disputa bilionária

Neste ritmo, o nível da fortuna dos bilionários asiáticos poderia superar a dos norte-americanos em quatro anos, segundo esse estudo.

Desde a crise financeira, a Ásia se tornou um importante meio de crescimento para bancos privados, que expandiram sua gama de serviços para capitalizar o surgimento de uma nova classe de grandes fortunas.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.