Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 13/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 13/11 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 13/11 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 13/11 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 13/11 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 13/11 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 12/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 12/11 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

Inundações de chuvas de monção provocam desabamento de prédio em Mumbai

media Equipes de resgate buscam sobreviventes de prédio que desabou em Mumbai. REUTERS/Shailesh Andrade

Pelo menos 18 pessoas morreram e várias estão desaparecidas, após o desabamento de um edifício em Mumbai, a capital financeira da Índia, depois de vários dias de chuvas intensas na cidade. Mais de 1.200 pessoas morreram na Índia, Nepal e Bangladesh até o momento nesta época de chuvas de monção. 

 

O edifício residencial de quatro andares desabou às 8h40 (0h10 de Brasília) no bairro de Bhendi Bazaar. As fortes chuvas já haviam provocado outras dez mortes na cidade. As equipes de emergência trabalham entre os escombros em busca de sobreviventes. As autoridades acreditam que 40 pessoas estivessem no prédio no momento da tragédia.

A queda de imóveis é frequente na Índia, sobretudo, durante a temporada de chuvas, entre junho e setembro. Esta semana as chuvas particularmente intensas paralisaram Mumbai.

Milhões vivem em condições precárias

Milhões de pessoas são obrigadas a viver em locais pequenos e em condições precárias, em consequência dos preços elevados do setor imobiliário e da ausência de casas para os mais pobres.

Muitos ativistas afirmam que as imobiliárias, os proprietários privados e os construtores limitam as obras para reduzir gastos. Também denunciam a corrupção e a concessão de certificados a edifícios insalubres em troca de propina.

Em 2013, 60 pessoas morreram em um desabamento em um bairro residencial da cidade, uma das maiores tragédias do tipo na região. Em julho, 17 pessoas - incluindo um bebê de três meses - também morreram na queda de um prédio de quatro andares no bairro de Ghatkopar, zona norte de Mumbai.

No local do acidente desta quinta-feira, os moradores do bairro, um dos mais antigos da cidade, tentavam ajudar as equipes de emergência. "Ouvimos um grande barulho e corremos para o local", afirmou à AFP Naseem Mogradia, que vive a apenas duas ruas do local.

Prédios estão em condições precárias

A área de Bhendi Bazaar, que data da época colonial, passa por uma importante reforma urbana, avaliada em US$ 600 milhões, para substituir os prédios antigos, que têm várias décadas. "Muitos edifícios de Bhendi Bazaar são antigos e se encontram em péssimo estado. Vivemos com medo de desabamento durante as chuvas", disse Mohamed Shaij, um morador do bairro, de 63 anos.

Shahid Khan, de 52, disse que não sabia se um amigo e os sete parentes de sua família, que viviam no térreo do edifício que desabou, sobreviveram à tragédia.

As chuvas desta semana em Mumbai obrigaram a capital econômica da Índia a suspender boa parte de suas atividades.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.