Ouvir Baixar Podcast
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 15/11 08h57 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 15/11 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 15/11 08h30 GMT
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 14/11 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 14/11 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 14/11 14h00 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 11/11 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 11/11 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

Peregrinação a Meca acontece sob forte esquema de segurança

media Muçulmanos rezam na Grande Mesquita em Meca, em 29 de agosto de 2017. REUTERS/Suhaib Salem

Mais de dois milhões de muçulmanos já estão em Meca, na Arábia Saudita, para a célebre peregrinação à cidade santa do Islã nesta quarta-feira (30).

As autoridades sauditas mobilizaram um importante efetivo para a segurança dos fiéis em Meca, na Arábia Saudita, entre eles, mais de 100 mil membros das forças de ordem. O objetivo é evitar fatalidades como a registrada há dois anos, quando um gigantesco tumulto terminou com cerca de 2,3 mil mortos.

Este ano retornam à Meca os peregrinos iranianos, que não viajaram em 2016 após a ruptura de relações entre a República Islâmica e o reino saudita. Depois da tragédia de 2015, o Irã criticou duramente a Arábia Saudita pela organização da peregrinação.

A grande peregrinação a Meca, conhecida como hajj, é um dos cinco pilares do Islã que todo fiel deve cumprir ao menos uma vez na vida, caso possua os recursos necessários.

Tensão no Golfo Pérsico

A celebração acontece em meio a um cenário de tensão no Oriente Médio. Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Egito, romperam relações diplomáticas com o Catar em junho. Os países do Golfo acusam Doha de manter vínculos com grupos extremistas e de aproximação com o Irã, o grande rival de Riad na região.

Entre as sanções impostas ao Catar, está o fechamento por parte da Arábia Saudita de todas as fronteiras, que foram reabertas excepcionalmente para que fiéis do país realizem a peregrinação.

Ritual islâmico

Para os fiéis, o hajj começa com a proclamação da intenção de realizar o rito espiritual. Quando chegam ao perímetro estabelecido ao redor de Meca, devem se purificar e usar apenas pedaços de roupa sem costura. Depois, os peregrinos dão sete voltas na Kaaba, uma construção cúbica ao redor da qual foi construída a Grande Mesquita. A cada volta devem beijar uma pedra incrustada em uma das pontas da Kaaba.

A etapa seguinte é o deslocamento entre Safa e Marwa - dois lugares próximos à Grande Mesquita - seguindo os passos de Hajar, esposa do profeta Abraão, que, segundo a tradição muçulmana, fez o trajeto em busca de água para seu filho, o profeta Ismail, até que a fonte de Zamzam surgiu a seus pés.

Os fiéis realizam em seguida o apedrejamento das três colunas que representam Satã em Mina, a 8 km de Muzdalifa. No primeiro dia devem jogar sete pedras contra a maior das colunas, e durante os dois dias seguintes 21 contra os três pilares, grande, médio e pequeno. A peregrinação termina com novas voltas em torno da Kaaba.

Este ano, as autoridades colocaram ventiladores na esplanada da Grande Mesquita para ajudar os fiéis a suportar o calor, que deve ficar entre 30 e 39 graus.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.