Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 26/09 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 26/09 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 26/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 25/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 25/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 25/09 15h00 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 24/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 24/09 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

Israel bombardeia Síria e tensão aumenta entre os dois países

media Um míssil sírio teria sido interceptado pelo sistema de defesa israelense Arrow (foto). AFP PHOTO/Pedro UGARTE

Israel e Síria protagonizaram na madrugada desta sexta-feira (17) os mais graves incidentes entre os dois países desde 2011, acirrando a tensão entre Tel Aviv e Damasco. Aviões de combate israelenses atacaram vários alvos no território sírio e o regime de Bashar al-Assad tentou derrubá-los com mísseis.

De acordo com Damasco, quatro caças israelenses entraram no espaço aéreo sírio pelo território libanês e atacaram um "alvo militar" perto da cidade de Palmira, na região central da Síria. O exército de Bashar al-Assad afirma que chegou a derrubar um dos aviões de Israel. "Nossa defesa aérea derrubou uma aeronave, atingiu outra e obrigou as demais a fugir", afirma um comunicado publicado pela agência oficial Sana.

Mas, Israel negou que um de seus aviões tenha caído. "A segurança dos civis israelenses e do aparelho da aviação israelense não se viu ameaçada em nenhum momento", declarou o coronel Peter Lerner. Segundo ele, um míssil sírio foi interceptado ao norte de Jerusalém pelo sistema de defesa Arrow.

Durante as operações, sirenes de alerta soaram para prevenir a população do vale do rio Jordão do perigo. Testemunhas relataram duas explosões na região e destroços dos mísseis sírios caíram em Irbid, no norte da Jordânia.

Israel e Síria continuam em guerra

O incidente é considerado como o mais grave entre os dois países desde o início da guerra na Síria, em 2011. Apesar do conflito, as duas nações continuam formalmente em uma guerra que já dura décadas. As relações entre Tel Aviv e Damasco são tensas, já que o regime sírio é apoiado pelo movimento xiita libanês Hezbollah, baseado no Líbano, e pelo Irã, dois dos principais inimigos de Israel.

Atento a não entrar no conflito sírio, Israel chegou a bombardear o território sírio diversas vezes nos últimos anos, embora se recuse a confirmar oficialmente essas operações. Em 2016, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, admitiu que seu exército atacou diversos comboios de armas na Síria destinados ao Hezbollah.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.