Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 15/12 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 15/12 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 15/12 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 15/12 08h57 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 15/12 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 15/12 08h30 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 10/12 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 10/12 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

Japão tem, pela primeira vez, mais de um milhão de trabalhadores estrangeiros

media Japão sofre com envelhecimento da população e falta de mão de obra, mas mantém política migratório restrita REUTERS/Kim Kyung-Hoon

Em 2016, o Japão contou, pela primeira vez, com mais de um milhão trabalhadores estrangeiros. O número, que representa um aumento de quase 20% com relação ao ano anterior, foi revelado neste sábado (28) pelo governo japonês.

Segundo o ministério japonês do Trabalho, no total, 1,08 milhão de estrangeiros trabalhavam no arquipélago no fim de outubro de 2016. Entre eles, 345 mil eram chineses (um aumento de 6,9% em relação ao ano anterior), 172 mil vietnamitas (+ 56,4%) e 128 mil filipinos (+ 19,7%). De acordo com as autoridades locais, essa inflação reflete a chegada de um número cada vez maior de estudantes e trabalhadores qualificados vindos do exterior.

O Japão registra há algumas décadas um envelhecimento de sua população, além da falta de mão de obra. No entanto, o país tem uma política restrita de imigração. Segundo os últimos números, os estrangeiros totalizam 1,75 milhão de moradores, o que representa apenas 1,38% da população do país.

Jogos Olímpicos podem gerar empregos na construção civil

Porém, as autoridades começam a rever algumas normas. O primeiro-ministro japonês Shinzo Abe já anunciou que pretende reformar a legislação sobre o tema, principalmente numa tentativa de responder às necessidades do setor da construção civil antes dos Jogos Olímpicos de 2020.

O governo japonês também quer rever as leis migratórias para acolher mais enfermeiros e auxiliares para o setor da saúde.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.