Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 12/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 12/11 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 12/11 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 12/11 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 12/11 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 12/11 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 11/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 11/11 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

António Guterres, novo secretário-geral da ONU, inicia 2017 pedindo paz no mundo

media O português António Guterres começa seu mandato como secretário-geral das Nações Unidas Divulgação

O novo secretário-geral da ONU, António Guterres, disse neste domingo (1°) que gostaria de fazer "da paz a prioridade" em 2017. A declaração foi feita durante uma mensagem de Ano Novo enviada em seu primeiro dia como chefe do organismo mundial.

O ex-primeiro-ministro português, de 67 anos, recebeu o cargo de secretário-geral da ONU das mãos do sul-coreano Ban Ki-moon, herdando complexas crises em Síria, Sudão do Sul, Iêmen, Burundi e Coreia do Norte, entre outros. "Como ajudar os milhões de seres humanos vítimas de conflitos e que sofrem enormemente em guerras que parecem não ter fim?", se questionou Guterres.

"Populações civis em vários pontos do globo são destroçadas sob a mais letal violência. Mulheres, crianças e homens são mortos ou feridos, vendo-se forçados a abandonar os seus lares, tudo perdendo", disse. "Nestas guerras não há vencedores; todos perdem", acrescentou.

Para 2017, Guterres pediu ao mundo uma resolução de Ano Novo compartilhada: “Façamos de 2017 um ano em que todos – cidadãos, governos, dirigentes – procurem superar as suas diferenças".

A eleição unânime de Guterres – que defendeu os direitos dos migrantes como Alto Comissário da ONU para os Refugiados durante uma década – revigorou os diplomatas da ONU, que o encaram como um político hábil que pode ser capaz de superar as divisões que complicam a organização internacional. "A procura do bem supremo da paz deve ser o nosso objetivo e o nosso princípio orientador", disse. "A dignidade e a esperança, o progresso e a prosperidade – enfim, tudo o que valorizamos como família humana – depende da paz", indicou.

(Com informações da AFP e da Rádio das Nações Unidas)

Declaração do novo secretário-geral da ONU, António Guterres 01/01/2017 Ouvir

 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.