Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 22/01 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 22/01 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 22/01 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 22/01 08h57 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 22/01 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 22/01 08h30 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 20/01 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 20/01 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Últimas notícias
  • Em Davos, Bolsonaro promete Brasil entre os 50 melhores países do mundo para fazer negócios
Mundo

Rússia encontra destroços do avião militar que caiu neste domingo

media Navios da marinha russa buscam destroços do avião que caiu neste domingo REUTERS/Maxim Shemetov

Vários destroços do avião russo Tu-154, que caiu no mar Negro com 92 pessoas a bordo neste domingo (25), foram encontrados nesta segunda-feira (26), de acordo com o Ministério Russo de Emergência.

Os 150 fragmentos foram localizados a 27 metros de profundidade, a cerca de mil milhas da costa, segundo Rimma Thernova, porta-voz da equipe de resgate em Sotchi.

O objetivo agora é localizar exatamente onde está cada fragmento da aeronave e o tamanho dele. Também já foram localizados onze corpos, de acordo com o Ministério da Defesa do país.

As operações de busca, que envolvem 32 navios, cinco helicópteros, um avião e drones. Além disso, 80 mergulhadores foram enviados à área de acidente e 100 serão enviados em breve.

O avião militar russo caiu dois minutos e quarenta e quatro segundos depois da decolagem da estação balneária de Sotchi. A aeronave ia para Síria, com 8 tripulantes, 8 militares, 2 servidores públicos federais, 1 médica, 9 jornalistas e 64 membros do coral Alexándrov, o famoso coral das forças armadas da Rússia.

As causas do acidente ainda não são conhecidas, mas os investigadores já afastaram a pista terrorista.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.