Ouvir Baixar Podcast
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 20/11 08h30 GMT
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 19/11 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 19/11 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 19/11 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 19/11 08h57 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 19/11 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 19/11 08h30 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 17/11 08h36 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

Há 75 anos, Japão bombardeava Pearl Harbor e EUA entravam na II Guerra Mundial

media Marinheiros se movimentam após o ataque de Pearl Harbor pelos japoneses em 7 de dezembro de 1941 Picture taken December 7, 1941. U.S. Navy/National Archives/Hand

Em 7 de dezembro de 1941, o ataque inesperado da aviação japonesa contra a base naval norte-americana de Pearl Harbor, no Havaí, precipitava a entrada dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial.

Iniciado no fim do século XIX, o expansionismo japonês se acelerou em 1931 com a invasão da Manchúria e de grandes territórios chineses. Em 1940, o império japonês se somou às forças do eixo. Prosseguiu sua política de conquista e invadiu a Indochina francesa, em busca de recursos energéticos e matérias primas.

Para tentar frear sua expansão, os Estados Unidos impõem sanções econômicas ao Japão no verão de 1941. Diante de uma opinião interna norte-americana majoritariamente isolacionista, Washington é reticente em entrar na guerra, tanto na frente europeia quanto no Pacífico. O ataque de Pearl Harbor mudará a dinâmica.

O ataque-surpresa que mudou o curso da história

Preparado no mais estrito sigilo, o ataque de Pearl Harbor é lançado a partir de seis porta-aviões japoneses com suas 400 aeronaves posicionadas a 350 quilômetros do alvo. O objetivo é aniquilar a frota norte-americana, cuja principal base no Pacífico é Pearl Harbor, para posteriormente conquistar o sudeste asiático.

Na madrugada de domingo, 7 de dezembro de 1941, os aviões japoneses se dirigem à pequena ilha de Oachu, no arquipélago do Havaí. Uma primeira esquadrilha, que aparece no céu às 07h55, seguida por uma segunda meia hora mais tarde, mata 2.403 americanos e deixa outros 1.000 feridos. No total, 21 navios de guerra são afundados ou danificados, além de 328 aviões de combate. Os japoneses perdem 64 homens, 29 aviões e 5 mini-submarinos. Em menos de 24 horas, o império japonês ataca os Estados Unidos nas Filipinas e a Grã-Bretanha em Hong Kong, Cingapura e Malásia.

Entrada dos EUA no conflito

Pela primeira vez desde 1812, os Estados Unidos são atacados em seu território. O presidente Roosevelt fala de "um dia de infâmia". Vinte e quatro horas depois, o Congresso americano declara oficialmente guerra ao Japão, seguido pela Grã-Bretanha. Três dias mais tarde, a Alemanha, declara, por sua vez, guerra aos Estados Unidos.
No fim de dezembro, Churchill e Roosevelt decidem unir suas forças contra a Alemanha nazista sob um comando único.

Os Estados Unidos se convertem em uma economia de guerra. Reconstróem sua frota e fabricam em série aviões, canhões e meios de transporte. Todos os homens entre 20 e 40 anos são mobilizados.

A guerra do Pacífico

Nos seis dias que se seguem ao Pearl Harbor, o Japão continua com sua expansão: Hong Kong, Cingapura, Filipinas, Bornéu, Sumatra, Java e Mianmar caem em suas mãos, um após o outro.

A partir de junho de 1942, os Estados Unidos detêm o avanço japonês em Midway e posteriormente em Guadalcanal, e iniciam a reconquista das ilhas do Pacífico, uma por uma.

No fim de 1944, os americanos lançam ataques aéreos em massa contra o Japão. Um mês depois dos bombardeios atômicos de Hiroshima (6 de agosto de 1945) e Nagasaki (9 de agosto de 1945), o Japão capitula. Paralelamente, à frente do Pacífico, os Estados Unidos desembarcam em massa na África, na Sicília e no sul da Itália e na França. Os nazistas capitulam em 7 de maio de 1945.

 

 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.