Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 20/11 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 20/11 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 20/11 14h00 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 20/11 08h30 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 19/11 08h57 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 19/11 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 19/11 08h30 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 17/11 08h36 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

Em 2040, no mundo, um adulto entre dez pode ser diabético

media Diagnosticar a doença é a prioridade das instituições do mundo todo no combate ao diabetes Federationdesdiabetiques.org

A previsão alarmante foi feita pela Federação Internacional do Diabetes nesta segunda-feira (14), Dia Mundial do combate à doença. O Brasil tem mais de 12 milhões de diabéticos.

As projeções são alarmantes. Em 2040, um entre dez adultos, ou seja, 642 milhões de pessoas, podem ter diabetes. O estudo mais recente mostra que em 2015, no mundo, 415 milhões de adultos convivem com a doença. O número de adultos diabéticos explodiu no mundo, passando de 108 milhões em 1980, a 422 milhões em 2014. Em suma, esse dado representa 8,5% da população global, como informa a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Esta evolução é explicada pela falta de diagnóstico e de acesso aos tratamentos. Conhecida como "doença silenciosa", o diabetes pode afetar uma pessoa durante vários anos sem manifestar nenhum sintoma. Um em cada dois adultos não sabe que tem a doença e, por consequência, não se cuida. Segundo a Federação Internacional, 193 milhões de pessoas entrariam nesta categoria.

Para a Federação Francesa dos Diabéticos, é urgente detectar, diagnosticar o mal e prescrever o tratamento adequado. Neste Dia Mundial, a federação organizou a campanha Test2Prevent, com o objetivo de fazer um milhão de testes.

O que é o diabetes?

A doença se caracteriza pela elevação da glicose no sangue, a hiperglicemia. Há dois tipos de diabetes: o tipo 1, que aparece com frequência de maneira abrupta na criança ou no adolescente, caracteriza-se por uma produção insuficiente de insulina, hormônio secretado pelo pâncreas. O diabetes do tipo 2 (cerca de 90% dos casos), que provoca uma alta prolongada da taxa de açúcar no sangue, geralmente associado à obesidade e a um modo de vida sedentário.

Os diabéticos correm um alto risco de desenvolver insuficiências renais, feridas nos pés que podem levar até à amputação, problemas na retina, infartos ou derrames cerebrais. O controle correto da glicemia pode reduzir esses problemas, assim como a prevenção e o cuidado com os riscos associados como excesso de peso, hipertensão arterial, colesterol, tabagismo e sedentarismo.

No Brasil, um entre dois adultos desconhece ser portador da doença. A Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), divulgou na semana o novo número de pacientes  no país: 12.054.827. Os dados são resultado da atualização dos números do Censo de Diabetes, realizado no final da década de 80, baseado no Censo IBGE de 2010.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.