Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 18/08 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 18/08 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 18/08 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 17/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 17/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 17/08 15h00 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 17/08 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 17/08 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.

Dia do Solteiro provoca febre de compras na China

Por
Dia do Solteiro provoca febre de compras na China
 
Na China, empregados do site de vendas Alibaba embalam mercadorias compradas em ritmo frenético no Dia do Solteiro. REUTERS

O Dia do Solteiro, celebrado todo 11 de novembro no calendário chinês, já caminha para um novo recorde de vendas na China. O que começou como uma brincadeira entre amigos de faculdade na década de 1990 virou o dia mundial das compras. As vendas online chegam a ultrapassar as receitas da "Black Friday" nos Estados Unidos.

Vivian Oswald, correspondente em Pequim

O 11/11 não é feriado na China, mas é a data em que os solitários se permitem todos os luxos possíveis. A repetição do número um quatro vezes faz lembrar o ideograma da palavra solteiro em mandarim.

A "febre de compras" surgiu em meados da década de 90, na universidade de Nanquim, quando um grupo de quatro alunos discutia os problemas da vida de solteiro e como fugir da solidão. Eles elegeram, então, a data como desculpa para se encontrarem, comer fora e gastar dinheiro. Pouco a pouco, outros adotaram a ideia, que virou uma tradição entre estudantes.

O 11/11 passou a ser o maior dia do mundo de compras feitas pela internet. O dia em que os chineses mais gastam. Em 2009, a Alibaba, maior empresa de internet da China, percebeu que a data, comemorada pelo país inteiro, tinha um grande potencial. E naquele ano resolveu fazer grandes promoções para as compras online. Com 700 milhões de internautas conectados por toda a China, não foi difícil espalhar a ideia. No ano passado, a Alibaba registrou o maior número de vendas em um único dia: US$ 14,3 bilhões. Em 2012, esse valor não passava de US$ 3 bilhões.

Uso do celular facilita consumo desenfreado

Em 2015, pela primeira vez, o número de vendas pelo celular ultrapassou o dos computadores. Para este ano, a companhia e a concorrência esperam um novo recorde. Tradicionalmente, os chineses não comemoram o Natal. O feriado em que compram presentes para valer é o Ano Novo chinês, que em 2017 cairá no final de janeiro. É uma semana inteira de feriado, quando as pessoas voltam para as suas cidades de origem e enchem a família de presentes.

Os lojistas de rua também têm explorado o filão do Dia do Solteiro, assim como restaurantes. É difícil encontrar lugar sem reserva. Para se ter uma ideia da febre que está virando esta data, uma reportagem da rádio China Internacional mostrou que um restaurante no sudoeste do país, em Chonqing anunciou que não pretende pagar os salários dos funcionários até o final do ano. O patrão alega que é para evitar que os jovens trabalhadores gastem todo o seu dinheiro em bobagens. A medida está sendo questionada na Justiça.

Jovem que não se casa é chamado de "resto ou refugo"

Na China, existe uma imensa pressão para que as pessoas se casem. Se depois dos 27 anos a pessoa continuar solteira, ela vira motivo de preocupação para as famílias. Existe uma palavra só para designar os solitários, que traduzida para o português seriam algo como "resto ou refugo". Faz parte da cultura local e essa pressão não deve diminuir tão cedo. Ela foi inclusive incorporada pelos jovens, que se cobram muito sobre o casamento.

Site chinês faz promoção no Brasil

A ideia do Dia do Solteiro começa a sair da China. Recentemente, a Alibaba mudou o nome da comemoração para algo na linha "dia mundial das compras" nas suas promoções, talvez para torná-la um pouco mais universal e, justamente, levá-la para outros países. Neste ano, o site do Aliexpress no Brasil, que perternce à companhia, está fazendo a mega oferta do dia 11/11. Tudo com descontos só para esta data, que anunciam ser "a mais esperada do ano".


Sobre o mesmo assunto

  • França/Liquidação

    Clientes dormem em loja parisiense na véspera de liquidação

    Saiba mais

  • França/Economia

    França aposta no "Black Friday" para aquecer vendas pré-natalinas

    Saiba mais

  • França/Comércio

    Liquidações do “Black Friday” ainda não emplacam na França

    Saiba mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
Programas
 
O tempo de conexão expirou.