Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 23/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 23/10 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 23/10 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 23/10 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 23/10 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 23/10 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/10 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

Navio americano vai ajudar a resgatar caixas-pretas do avião da Egypt Air

media Destroços do avião da EgyptAir encontrados no Mediterrâneo. Reuters ATTENTION EDITORS

Um navio americano equipado de um robô submarino chegará nesta sexta-feira (10) no local onde caiu o avião da EgyptAir, no dia 19 de maio, para resgatar as caixas-pretas e a fuselagem do avião. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (9) pelo BEA, a agência civil francesa que investiga as causas do acidente.

O navio John Lethbridge, da empresa Deap Ocean, contratada pelo Egito, está equipado de um sistema sonar capaz de filmar imagens submarinas. O objetivo é “observar visualmente a área”. O navio possui um microfone direcional capaz de captar o sinal das caixas-pretas. A profundidade na área onde caiu o avião pode chegar a 3000 metros.

Uma embarcação francesa detectou no dia primeiro de junho o sinal de uma das caixas-pretas do voo Paris-Cairo da companhia, que caiu entre a ilha de Creta, na Grécia, e a costa norte do Egito, com 66 pessoas a bordo, depois de desaparecer dos radares. “As buscas continuam na tentativa de captar o sinal da outra caixa-preta”, disse o diretor da agência francesa, Rémi Jouty.

As caixas-pretas emitem sinais durante 30 dias. Passado esse prazo, a localização dos equipamentos, que registram as conversas nas cabines e os parâmetros do voo, fica bem mais complicada.

Hipótese terrorista é praticamente descartada

As causas do acidente ainda permanecem um mistério até as conclusões do relatório, mas a hipótese terrorista está praticamente descartada. O Airbus 320, que caiu em velocidade de cruzeiro, possivelmente teve um problema técnico. Vários alertas automáticos foram enviados pela aeronave dois minutos antes da queda, indicando que havia fumaça na cabine e uma pane geral no computador de bordo.

O voo MS804 caiu no Mediterrâneo no dia 19 de maio com 66 pessoas a bordo. Antes da decolagem, o avião não havia registrado problemas técnicos e estava "normal', segundo o presidente da companhia, Safwat Moussallam.

 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.