Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 24/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 24/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 24/08 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 24/08 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 24/08 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 24/08 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 23/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 23/08 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

ONU e Moscou esperam obter trégua em Aleppo nas próximas horas

media O chanceler russo, Sergei Lavrov (R) e o enviado especial da ONU a Síria Staffan de, durante uma reunião em Moscou, Rússia, 03 de maio de 2016. REUTERS/Sergei Karpukhin

Diante da catástrofe humanitária na Síria, o enviado especial das Nações Unidas ao país, Staffan de Mistura, reuniu-se nesta terça-feira (3) com o ministro russo das Relações Exteriores, Sergueï Lavrov, e disse esperar o anúncio de uma extensão da trégua em Aleppo nas próximas horas ou dias.

 

O chefe da diplomacia russa também declarou que Moscou e Washington preveem a criação de um escritório em Genebra para supervisionar a situação na Síria. Em Berlim, o ministro alemão das Relações Exteriores, Frank-Walter Steinmeier, também recebe nesta tarde o enviado da ONU, o coordenador da oposição síria, Riad Hidjab, o e chefe da diplomacia francesa, Jean-Marc Ayrault, para discutir maneiras de relançar o processo de paz iniciado em Genebra, reduzir a violência e melhorar a situação humanitária na Síria.

Represália rebelde deixa dezenas de mortos em Aleppo

Nesta quarta-feira, um ataque dos rebeldes sírios a um hospital de Aleppo controlado pelas forças do governo deixou pelo menos 19 mortos e 80 feridos, segundo a TV estatal e o Observatório Sírio dos Direitos Humanos. Em um comunicado, o regime acusa os rebeldes de ter lançado um ataque massivo à cidade no norte da Síria e bombardear bairros civis.

Aleppo é o teatro de violentos combates desde o dia 22 de abril, que colocam em perigo o processo de paz iniciado em Genebra. Os Estados Unidos e a Rússia afirmaram que vão negociar uma trégua na cidade, como aconteceram em outras regiões do país. A paz temporária entrou em vigor no dia 27 de fevereiro, mas ficou só na teoria por conta dos combates em Aleppo.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.