Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 21/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 21/09 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 21/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 21/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 20/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 20/09 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Europa

França, Alemanha e Rússia reafirmam cessar-fogo na Ucrânia

media Tanques no leste da Ucrânia REUTERS/Alexander Ermochenko

Os líderes alemão, francês, russo e ucraniano reafirmaram nesta quarta-feira (30) o compromisso com um cessar-fogo e uma retirada "sem demora" das armas pesadas no leste da Ucrânia durante uma conversa telefônica de quase duas horas, segundo um comunicado da presidência francesa.

Angela Merkel, François Hollande, Vladimir Putin e Petro Poroshenko também discutiram a "preparação das eleições locais na região de Donbass, a ser realizada no início do próximo ano".

Os líderes, que não se falavam desde o encontro em Paris no dia 2 de outubro, "destacaram a importância da plena implementação de todas as medidas dos acordos de Minsk em 2016".

Eles concordaram que uma reunião dos ministros das Relações Exteriores "deve fazer um balanço da aplicação do pacote de Minsk até o início de fevereiro".

Os acordos de Minsk, assinados em fevereiro de 2015, contribuíram para acabar quase que completamente com os combates no leste da Ucrânia, onde o conflito entre as forças de segurança e os rebeldes pró-russos fez mais de 9.000 mortos desde abril de 2014.

Mas a tensão voltou no terreno com pelo menos três mortos - um militar ucraniano e dois civis -nos últimos dias. Kiev e os rebeldes anunciaram na terça-feira (29) a conclusão de mais uma trégua, de Ano Novo, após confrontos recentes que abalaram o frágil cessar-fogo anterior, de setembro.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.