Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 15/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 15/11 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 15/11 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 15/11 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 15/11 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 15/11 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 14/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 14/11 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

Buscas por destroços do MH370 na Ilha de Reunião recomeçam domingo

media Avião militar francês vai retomar buscas neste domingo na costa da Ilha da Reunião. REUTERS/Stringer

As autoridades francesas anunciaram que as buscas dos destroços da aeronave da Malaysia Airlines, que haviam sido lançadas na sexta-feira (7), serão interrompidas até domingo (9). As operações foram retomadas após a localização, na semana passada, do pedaço de uma asa de avião que poderia pertencer ao aparelho que caiu em março de 2014 com 239 pessoas a bordo.

Segundo a comandante Aline Simon, que pilota as operações “não haverá nenhuma missão neste sábado”. As buscas serão retomadas às 8h de domingo, no horário local, informou a chefe do gabinete das Forças Armadas na zona do sul do Oceano Índico.

A militar também disse que apenas um avião Casa continuará a missão e que nenhum helicóptero ou barco fará parte da operação. “As embarcações serão mobilizadas somente se um destroço tiver que ser resgatado”, completou.

Chuva atrapalhou as buscas

As condições meteorológicas complicaram o lançamento das operações de busca na manhã desta sexta-feira, pois chovia na região. Mesmo assim, a aeronave do exército patrulhou uma zona de 5.300 km² ao leste da ilha nesta sexta-feira.

As buscas foram relançadas a pedido do governo francês, após a descoberta, na semana passada, do pedaço de uma asa de avião na Ilha da Reunião, que faz parte do território francês. A peça foi analisada nesta quarta-feira (5) por peritos na região de Toulouse, no sudoeste da França, que confirmaram, segundo o primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak, que o objeto pertence ao MH370.

No entanto, as autoridades francesas, principais responsáveis pela investigação, preferiram manter a cautela. "Podemos afirmar que existem fortes presunções para dizer que o pedaço de asa encontrado pertence ao Boieng do voo MH370 da companhia Malaysia Airlines”, disse o procurador-adjunto francês Serge Mackowiak.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.