Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 14/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 14/10 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 14/10 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 14/10 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 14/10 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 14/10 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 13/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 13/10 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

Inundações provocam ao menos 69 mortes em Mianmar

media Equipe de resgate transporta o corpo de uma vítima após tempestade em Mrauk-U, em Mianmar, em 4 de agosto de 2015. REUTERS/Soe Zeya Tun

Pelo menos 69 pessoas morreram nas inundações causadas pelas fortes chuvas que já atingiram 260 mil habitantes de Mianmar. O país asiático, que fica às margens do Oceano Índico, fazendo fronteira com China, Índia e Tailândia, sofre com o excesso de chuvas nos últimos dias.

Em áreas no oeste do país, dezenas de pessoas seguem bloqueadas pelas inundações. Além das enchentes, deslizamentos de terra são registrados em todo o país, deixando o país diante de "uma imensa catástrofe natural", segundo a ONU. De acordo com uma nota do governo, pessoas idosas, crianças e mulheres começaram a ser retiradas das zonas mais atingidas pelas chuvas.

Nesta terça-feira (4), o país fez um pedido de ajuda internacional, considerado raro para as autoridades do país. Quando o ciclone Nargis varreu o país em 2008 deixando 140 mil mortos, os generais que governavam Mianmar se recusaram a reconhecer a dimensão da catástrofe. Desta vez, Tailândia, China e Japão responderam ao apelo e já estão enviando suprimentos.

Há dias todo o sudeste asiático sofre com as fortes chuvas. As inundações também atingem Índia, Paquistão, Nepal e Vietnã. Mais de dois milhões de pessoas na Ásia tiveram que deixar suas casas e estão em abrigos improvisados.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.