Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/07 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 22/07 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/07 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 22/07 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 22/07 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/07 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

ONU pede esforços para erradicar desnutrição no mundo

media Abertura da Segunda Conferência Internacional sobre Nutrição, na sede da FAO, em Roma, nesta quarta-feira (19). © FAO

Os líderes de 22 países estão reunidos a partir desta quarta-feira (19) em Roma, sede da FAO, na Segunda Conferência Internacional sobre Nutrição. Na abertura do encontro, a diretora-geral da OMS, Margaret Chan, pediu “esforços para erradicar a desnutrição e a alimentação inadequada” no mundo.  

A Segunda Conferência Internacional Sobre Nutrição é organizada pela agência da ONU para a Alimentação e Agricultura (FAO) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS). O encontro de alto nível é considerado a maior reunião global sobre alimentação no século 21. A delegação brasileira que participa do evento é chefiada pelo ministro da Saúde, Arthur Chioro.

 

Combate a todas as formas de desnutrição

“Uma parte do mundo desequilibrado morre de fome, enquanto outra come até a obesidade”, lembrou Margaret Chan.

O fenômeno provoca um novo recuo da esperança da vida global. Segundo a FAO, mais de 800 milhões de pessoas ainda sofrem de desnutrição no mundo. Mas a agência da ONU também está preocupada com os 500 milhões de obesos.

A diretora-geral da OMS culpa a produção agrícola industrializada e de má qualidade para a saúde pelo fenômeno da alimentação inadequada. Ela insistiu na necessidade dos governos trabalharem em conjunto com a sociedade civil, científica e setor privado na busca de soluções criativas.

Declaração de Roma

Os representantes de mais de 190 países que participam da Conferência sobre Nutrição já adotaram nesta quarta-feira dois documentos: a “Declaração de Roma sobre Nutrição” e o “Quadro da Ação”. Os textos propõem 60 recomendações para lutar contra as causas da alimentação inadequada, que provocam desnutrição e obesidade.

O diretor da FAO, o brasileiro José Graziano da Silva, pediu que esses compromissos sejam concretizados. Ele lembrou que existem no mundo alimentos suficientes para que todos comam corretamente.

A Segunda Conferência Internacional sobre Nutrição acontece até a próxima sexta-feira e vai contar com a presença do papa Francisco, prevista para esta quinta-feira (20).

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.