Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 19/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 19/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 19/08 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 19/08 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 19/08 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 19/08 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 18/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 18/08 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

Livro de memórias de Hillary Clinton chega às livrarias

media O livro «Hard choices» (Escolhas difíceis) de Hillary Clinton. AFP/Eva Hambach

Chega nesta terça-feira (10) às livrarias nos Estados Unidos o livro de memórias da ex-chefe da diplomacia e ex-primeira-dama Hillary Clinton. O livro, intitulado “Hard Choices” (Escolhas difíceis em tradução livre), conta seus quatro anos à frente do Departamento de Estado norte-americano. A publicação é vista como o início da pré-campanha presidencial de Hilarry.

“Hard Choices” narra, em 635 páginas, os acontecimentos políticos e econômicos que marcaram os quatro anos, de 2009 a 2013, em que Hillary chefiou a diplomacia americana. Temas como sua participação nas decisões sobre o conflito no Oriente Médio, a Primavera Árabe, ou as relações com o Irã e a Rússia fazem parte do texto que é ilustrado com muitas fotos. O livro é uma espécie de resposta aos opositores republicanos, que contestam a gestão de Hillary no Departamento de Estado.

Elogios à Dilma Rousseff

Hillary Clinton, que durante os quatro anos como secretária de Estado visitou 112 países e encontrou os grandes dirigentes do planeta, traça no livro o perfil de vários chefes de Estado.

Sobre Nicolas Sarkozy, ela diz que o ex-presidente francês é um “gentlemen exuberante que adora uma fofoca”. Os rivais e adversários dos Estados Unidos são alvo de críticas. O iraniano Ahmadinejad é um “galo de briga” e Vladimir Putin um “pavio curto e autocrático”.

A ex-secretária de Estado é mais camarada com as mulheres. Ela confessa sua admiração pela chanceler alemã, Angela Merkel, e faz elogios à presidente brasileira Dilma Rousseff. Para Hillary, Dilma é um “líder formidável e um exemplo de democracia na América Latina”.

Pré-campanha

Analistas veem na publicação de “Hard Choices” o início da pré-campanha da ex-chefe da diplomacia para as eleições presidenciais americanas de 2016. Hillary é uma das favoritas do Partido Democrata para a sucessão de Barack Obama.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.