Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 23/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 23/10 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 23/10 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 23/10 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 23/10 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 23/10 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/10 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

Tepco vai reforçar vigilância em usina de Fukushima após novo vazamento

media A central de Fukushima irá gerar até 2027 mais de 560.000 metros cúbicos de resíduos radioativos. REUTERS/Tomohiro Ohsumi/Pool/Files

A autoridade de regulação nuclear do Japão anunciou nesta terça-feira (15) que irá exigir da companhia Tepco um reforço na vigilância das instalações da usina de Fukushima após a descoberta de um problema que pode ter sido provocado por um erro deliberado.

No último final de semana, quatro bombas que funcionavam erroneamente, despejaram grandes quantidades de água altamente radioativa em diversos prédios da central, atingida por uma tsunami em março de 2011.

"É necessário reforçar a gestão dos equipamentos para prevenir erros desse tipo", disse Toyoshi Fuketa, representante da Autoridade Nuclear, durante uma reunião semanal. A companhia Tokyo Eletric Power poderá instalar câmeras e outros sistemas de controle perto de equipamentos cruciais como painéis elétricos.

No final da semana passada, quatro bombas que estavam funcionando por engano provocaram o vazamento de água radioativa em diversos prédios da usina. O subsolo dos dois depósitos ficou inundado.

Segundo a Tepco, 203 metros cúbicos se espalharam nos locais utilizados para incineração, situados próximos dos reatores. A água possui um teor de Césio radioativo avaliado em 37 milhões de becquerels por litro.

A companhia assegurou que vai investigar as razões deste erro. Um outro pequeno acidente ocorreu hoje, segundo a Tepco. Cerca de 1,1 metro cúbico de água transbordou de uma reservatório durante as operações de limpeza do sistema de descontaminação.

A gestão de água contaminada é um dos principais problemas enfrentados pela Tepco, que não sabe o que fazer com as centenas de milhares de metros cúbicos acumulados nos prédios e reservatórios.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.