Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 19/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 19/10 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 19/10 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 19/10 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 19/10 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 19/10 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 18/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 18/10 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

Água radioativa atinge trabalhadores de Fukushima

media Seis funcionários foram expostos à radioatividade após um vazamento de água contaminada na usina nuclear de Fukushima. Foto tirada em 1 de março de 2013 com os empregados da usina TEPCO. REUTERS/Kyodo/Files

Seis trabalhadores da central nuclear de Fukushima foram atingidos nesta quarta-feira (9) por água radioativa, anunciou a Tepco, empresa que controla a usina.

Segundo um comunicado da Tepco, o acidente aconteceu durante uma intervenção na canalização do sistema de dessalinização. A água radioativa respingou, mais não teria atingido o rosto dos funcionários, esclareceu a empresa.

O vazamento foi controlado em menos de uma hora, afirmou um porta-voz da companhia, que afirmou ser "pouco provável" que eles tenham ingerido o líquido.

Desde que a usina foi atingida pelo Tsunami em 2011, uma série de incidentes têm sido registrados, na maioria envolvendo problemas de vazamento.

Na última segunda-feira, o sistema de resfriamento do reator da central Fukuhisma Daiichi, situada a 220 quilômetros no nordeste de Tóquio, foi temporariamente interrompido por conta de um erro de manipulação elétrica.

Em agosto, um vazamento de cerca de 300 metros cúbicos de água radioativa foi registrado em um reservatório de mil metros cúbicos.

A água radioativa da central de Fukuhisma está estocada em milhares de reservatórios de vários tipos e acumuladas no subsolo.

No próximo dia 14 de novembro uma equipe da AIEA (Agência Internacional de Energia Atômica) chega ao local para uma inspeção.

 

 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.