Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 18/03 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 18/03 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 18/03 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 18/03 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 18/03 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 18/03 09h30 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 17/03 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 17/03 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Últimas notícias
  • Ciclone pode ter matado mais de mil pessoas, afirma presidente de Moçambique
Mundo

Grupo Amigos da Síria se reúne neste sábado em Doha

media Os líderes do G8 se encontraram Reuters

Os ministros das Relações Exteriores de onze países do grupo de Amigos da Síria vão se reunir neste sábado para discutir a possibilidade da ajuda militar à oposição, segundo fontes da diplomacia francesa. O regime sírio já declarou que iria "se vingar" caso a Europa fornecesse armas para os insurgentes

O objetivo da reunião é dar uma resposta "concreta, coordenada e complementar" aos pedidos feitos pela oposição durante a reunião do dia 14 de junho, em Ancara, na Turquia. Os rebeldes esperam que os países ocidentais forneçam armas sofisticadas, como mísseis e baterias antiaéreas, o que foi recusado até agora. A preocupação é que esse armamento caia na mão de rebeldes islâmicos mais radicais ligados aos opositores. Mas os avanços das tropas do regime, apoiadas pelo Hezbollah, tem levado os países a rever essa possibilidade.

Os chanceleres também vão avaliar a viabilidade de organizar a Conferência de Paz "Genebra 2" à margem do G8, que terminou nesta terça-feira. Entre os países presentes ao encontro estarão a França, o Reino Unido, os Estados Unidos, a Alemanha, a Itália, a Jordânia, a Arábia Saudita, o Catar, os Emirados Árabes Unidos, a Turquia e o Egito.

Nesta terça-feira, no G8, que aconteceu na Irlanda do Norte, os países chegaram a um acordo considerado insuficiente pelas potências. Ele prevê a realização de uma conferência "assim que possível", mas não aborda questões essenciais, como as divergências entre a Rússia, aliada de Bachar al-Assad, e as potências ocidentais. Os russos, membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU, já se opuseram à criação de uma zona de exclusão aérea.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.