Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 17/09 15h27 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 17/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 17/09 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 17/09 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 17/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 16/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 16/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 16/09 15h00 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

China envia primeira astronauta mulher ao espaço

media Liu Yang tem 33 anos e é piloto de caça. REUTERS/Jason Lee

A China lançou neste sábado a nave espacial Shenzhou 9 que transporta três astronautas, entre eles Liu Yang, a primeira mulher chinesa a viajar ao espaço. O foguete Larga Marcha 2F, com a nave Shenzhou 9, decolou com sucesso às 7h37 (horário de Brasília) da base de Jiuquan, no deserto de Gobi, no noroeste da China.

Entre os três "taikonautas", como a China denomina seus astronautas, estava Liu Yang, primeira mulher chinesa enviada ao espaço, uma nova heroína para os mais de 1 bilhão de compatriotas. Os três membros da tripulação, filmados na cabine estreita, pareciam tranquilos antes da decolagem, realizada na presença do presidente da Assembleia Nacional Popular, oficialmente número dois do regime chinês.

A China é o terceiro país, depois dos Estados Unidos e da União Soviética, a enviar uma mulher ao espaço graças a própria tecnologia. Pequim realizou seu primeiro voo espacial tripulado em outubro de 2003.

Liu Yang, uma piloto de caça de 33 anos com experiência em missões especiais, participa da missão cujo objetivo é acoplar a nave ao módulo espacial chinês Tiangong-1, atualmente em órbita ao redor da Terra. A viagem, de 13 dias, integra o programa com o qual a China pretende passar a ter um módulo espacial permanente de hoje até 2020.

A imprensa chinesa destacou o sangue frio de Liu no dia em que um avião que pilotava se chocou contra uma nuvem de pombos. Apesar dos pequenos danos sofridos pela nave, a jovem conseguiu contornar a situação e aterrissar sem inconvenientes.

Segundo a imprensa chinesa, Liu nasceu em Zhengzhou, na província de Henan, e entrou para a escola de aviação militar em 1997. Considerada uma aluna exemplar, se destacou também em equipes de voleibol nas escolas por onde passou.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.