Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 21/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 21/09 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 21/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 21/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 20/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 20/09 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Mundo

Frota humanitária desafia bloqueio israelense à Gaza

media ناوگان حامل کمکهای بشردوستانه برای غزه O navio turco Mavi Marmara integra a frota humanitária com destino à Gaza. رویترز

Sete navios carregados de ajuda humanitária à Faixa de Gaza tentam nesta sexta-feira furar o bloqueio imposto por Israel e aportar no território palestino. Eles estão em águas internacionais, ao largo de Chipre, e esperam chegar à Gaza no sábado.

Israel afirmou que a ajuda humanitária transportada pelos navios à Faixa de Gaza será transferida ao território palestino depois de passar pela inspeção israelense. O envio das 10 mil toneladas de carga, que inclui cimento, casas pré-fabricadas, material escolar e comida, desafia o bloqueio imposto ao território controlado pelo Hamas, que já dura três anos.

Nathália Watkins, correspondente da RFI, em Israel 28/05/2010 Ouvir
“O governo israelense e a mídia local criticam a expedição, dizendo que se trata de um golpe publicitário com o objetivo de prejudicar a imagem de Israel.”

Um centro para a recepção da frota foi montado no porto de Ashdod, no sul de Israel, onde as embarcações serão obrigadas a atracar, de acordo com o exército israelense. Os cerca de 800 passageiros serão identificados, colocados em vans e enviados diretamente para o aeroporto internacional de Tel-Aviv para deportação. Aqueles que se recusarem, serão transferidos para uma prisão no sul do país.

O Hamas, por sua vez, treinou suas forças de segurança para ajudar as embarcações a alcançarem seu destino. O governo israelense nega que haja uma crise humanitária no território, e alega que combustível, comida e remédios são transferidos regularmente à Faixa de Gaza. Uma câmera de vídeo foi instalada em um dos navios e transmite ao vivo as imagens da operação.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.