Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 13/11 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 13/11 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 13/11 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 12/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 12/11 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 12/11 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 12/11 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 12/11 09h36 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Geral

Greta Thunberg recebe principal prêmio da Anistia Internacional

media A sueca Greta Thunberg durante manifestação diante do parlamento em Estocolmo (30/11/18). Na faixa, lê-se: "Greve da escola pelo clima". HANNA FRANZEN / TT NEWS AGENCY / AFP

A organização de defesa dos direitos humanos Anistia Internacional (AI) anunciou nesta sexta-feira (7) que concede seu prêmio de maior prestígio à adolescente sueca Greta Thunberg, símbolo da luta contra as mudanças climáticas.

O prêmio de "embaixadora da consciência" recompensa Greta Thunberg e o movimento "Fridays For Future" ("Sextas-feiras para o futuro”) pela organização de manifestações no mundo inteiro para alertar sobre a urgência da luta contra o efeito estufa.

"Todo jovem que participa nos 'Fridays for future' ilustra o que significa atuar sobre nossa consciência. Eles nos recordam que somos mais poderosos do que pensamos e que todos temos um papel na proteção dos direitos humanos contra a catástrofe climática", afirmou o secretário-geral da ONG, Kumi Naidoo, em um comunicado.

"Injustiça flagrante"

No texto, Greta Thunberg afirma sentir-se "honrada" por receber o prêmio e denunciou a "injustiça flagrante" das mudanças climáticsa que "afetam primeiro as populações do hemisfério sul, embora estas sejam as menos responsáveis".

A jovem sueca, de 16 anos, tornou-se uma estrela mundial ao organizar a cada sexta-feira, desde 2018, uma greve em sua escola para destacar a urgência na luta climática, uma iniciativa que se expandiu por todos os continentes. Ela tem quase dois milhões de seguidores em sua conta no Instagram.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.