Ouvir Baixar Podcast
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 17/01 08h57 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 17/01 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 17/01 08h30 GMT
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 16/01 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 16/01 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 16/01 14h00 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 14/01 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 14/01 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Geral

Milhares vão às ruas em Londres contra Brexit

media Manifestantes anti Brexit vão às ruas de Londres. NIKLAS HALLE'N / AFP

Milhares de pessoas saíram em passeata neste sábado (9) no centro de Londres para pedir ao governo conservador da premiê Theresa May que renuncie ao Brexit.

Após seguir pelas ruas do centro, a passeata parou em frente ao parlamento britânico, onde personalidades tomaram a palavra para defender o projeto da União Europeia, entre elas o cantor irlandês Bob Geldof.

"Não há nenhum bom motivo para se abandonar o bloco. Apenas maus", declarou a manifestante Beverley Townsend, 55, enrolada em uma bandeira europeia, afirmando que aderiu aos liberais-democratas, partidários da UE, após anos apoiando o Partido Conservador.

Esta "Marcha pela Europa" acontece dois dias antes da primeira votação no parlamento sobre o projeto de lei do governo cujo objetivo é determinar que leis europeias serão mantidas no corpo legislativo britânico após a saída da UE, uma etapa-chave do processo.

Manifestantes temem consequências negativas

A "Lei de Retirada da União Europeia" irá abolir concretamente a "European Communities Act" de 1972, que marcou a adesão do Reino Unido à UE e estabeleceu a primazia do direito comunitário sobre o britânico.

Para o manifestante John Wale, professor universitário, a saída da UE terá apenas consequências negativas. Segundo ele, o Brexit é obra de "um punhado de fanáticos".

Outros evocavam a possibilidade de abandonarem o país, em que alguns construíram sua vida, como a espanhola Luisa Paches, 39, instalada no Reino Unido há 13 anos. "Já não me sinto bem-vinda aqui", disse a manifestante, ao lado do companheiro francês e de dois filhos.

(com informações da AFP)

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.