Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 16/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 16/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 16/08 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 16/08 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 16/08 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 16/08 09h30 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 13/08 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 13/08 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.

"O trabalho da postura não é fixo":Isabel Sampaio, pedagoga corporal

 
Isabel Sampaio pratica a Técnica Alexander na França e no Brasil DR

Certas atividades exigem do corpo movimentos repetitivos ou esforços que, com o passar do tempo, podem impactar na saúde, causando dores e outros problemas crônicos. A paulista Isabel Sampaio é especializada na Técnica Alexander, muito procurada pelos artistas, que tem justamente o objetivo de corrigir a postura através de uma relação harmoniosa da pessoa com certas partes do seu corpo.

Isabel Sampaio sempre se interessou pelas atividades físicas. "Venho de uma formação corporal, desde garota sempre fui esportista, atleta, depois fiz muita dança, yoga, sempre fiz muito trabalho corporal. Na universidade, me formei em educação física. Em seguida, fui pelo caminho da psicomotricidade, trabalhando com deficientes físicos, até que nos anos 1980, quando estava morando em Londres, conheci a Técnica Alexander", conta, lembrando que, a partir deste momento, percebeu a diferença do que vinha praticando e das propostas inovadoras da Técnica.

Foi o ator Frederick Matias Alexander, no século 19, que descobriu esse caminho diferente de tudo o que se conhecia, a partir de um problema que teve com a própria voz. Estudos e pesquisas o levaram a perceber que a solução estava nele mesmo e na forma que relacionava o pescoço, a cabeça e as costas. "Quando estamos numa aula, vamos trabalhar o sentar, o levantar, o andar, o correr, o falar... e quando trabalho com músicos, vou trabalhar em cima do instrumento porque o que interessa para a gente é uma mudança no uso do corpo dentro de uma atividade. A pessoa pode trabalhar um relaxamento, uma postura, mas na hora que ela entra em atividade, quando ela vai fazer alguma coisa (tocar um instrumento, por exemplo) o corpo dela vai responder da forma como ela está acostumada a fazer. E é nesse momento que a gente precisa modificar a maneira como recebe o estímulo e como a gente vai responder a esse estímulo. É isso que a Técnica Alexander trabalha", explica Isabel, que tem, entre seus clientes, muitos artistas da Orquestra Nacional de Lyon e da Ópera de Lyon.

Relação entre pescoço, cabeça e costas

O primeiro ponto da Técnica é analisar como se organiza o corpo, a relação entre pescoço, cabeça e costas, esta é a base fundamental. "Vamos trabalhar a maneira como o pescoço e a cabeça se relacionam, como a cabeça e as costas se relacionam, e como essas três partes se relacionam, porque o peso da cabeça vai interferir no esforço das costas, e assim por diante. Para mim, o trabalho da postura não é fixo, é um trabalho em movimento. Com um músico, por exemplo, dependendo para onde a cabeça vai na hora do movimento, se ele vai olhar para o lado, ou para a frente na hora de tocar, isso vai modificar toda a organização das costas", observa a pedagoga corporal, acentuando que o objetivo é sempre que as costas estejam, o máximo possível, alongadas e alargadas.

Isabel Sampaio também participa de workshops em Lisboa, Paris e São Paulo.

Isabel iteragindo com pessoas em movimento Arquivo pessoal Isabel Sampaio

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
Programas
 
O tempo de conexão expirou.