Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/05 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 22/05 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 22/05 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/05 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/05 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 21/05 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 21/05 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 21/05 09h36 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.

Conferência do Clima é em Paris, mas metade dos franceses mal sabe do assunto

Conferência do Clima é em Paris, mas metade dos franceses mal sabe do assunto
 
Placas anunciam a chegada da Conferência do Clima de Paris, a COP 21. REUTERS/Philippe WOJAZER

A Conferência do Clima de Paris começa em menos de um mês, mas quase a metade dos franceses sequer sabe dizer do que se trata o evento. Uma pesquisa do instituto Ifop indica que 55% da população já ouviu falar sobre a realização de uma reunião internacional sobre as mudanças climáticas. Em setembro, o índice era de apenas 40%.

Os líderes de 195 países estarão reunidos na capital francesa para definir um novo acordo global, que substituirá o Protocolo de Kyoto a partir de 2020. O evento se chama COP 21, sigla para o complicado nome oficial do encontro: 21ª Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas. Nas ruas da capital francesa, a sigla COP 21 é quase desconhecida.

“É uma competição de esportes que vai ser em Paris”, diz a zeladora Fátima. “Já a Conferência do Clima é totalmente diferente, é sobre as mudanças do clima mundial, um assunto que devemos estar muito atentos. ”

A enfermeira Anna percebe que o assunto está em voga, mas não sabe explicar do que se trata. “Falaram disso hoje de manhã, na televisão. Acho que está acontecendo agora, mas como estou cheia de problemas, não tenho acompanhado muito”, explica.

O estudante Yousseff não conhecia a sigla do evento, por mais que se preocupe com o clima. “COP 21 eu nunca ouvi, mas falaram da Conferência do Clima na minha universidade. Eu me interesso bastante por esse assunto, porque é muito importante e repercute no mundo inteiro”, afirma. “A verdade é que eu sei que vai acontecer alguma coisa, só não sei exatamente o quê.”

Outro estudante, Naoufel, demora para lembrar o que significa a famosa sigla – que ele não associa à reunião internacional na capital francesa. “Sim, tenho uma ideia. Não me lembro direito, mas acho que é relacionado ao clima”, comenta. “Já a Conferência do Clima são todos os países que vão se reunir para adotar medidas contra as mudanças climáticas. É preciso pensarmos nas futuras gerações, nas emissões de CO2 e nas medidas que temos que tomar para não ter problemas no futuro.”

Confusão sobre objetivos da conferência

A pesquisa mais recente indicou que, entre os franceses que estão informados sobre a reunião, 64% esperam que a conferência trará soluções acessíveis a todos para reduzir a poluição. Mas a realidade é que a reunião é focada em negociações diplomáticas complexas, que envolvem comprometimentos nacionais de cada país para a redução de emissões de gases de efeito estufa, como o CO2. São esses gases que, segundo os especialistas, provocam o aquecimento do planeta e as mudanças climáticas.

A aposentada Adeline está por dentro do assunto, mas confirma que quase ninguém das suas relações está muito interessado. “Eu entendo, mas eu acho que para muita gente, é complicado demais. É preciso simplificar, explicar melhor. Tem palavras técnicas demais, que as pessoas não compreendem”, avalia. “Não se trata de ter estudos superiores, mas acho que é preciso ter uma consciência política para poder compreender.”

Franceses percebem as mudanças climáticas

Por mais que não saibam exatamente o que significa COP 21, as pessoas demonstram preocupação com o futuro. Para Adeline, de 77 anos, as mudanças climáticas são uma realidade.

“Há enormes diferenças entre a minha infância e agora, a começar pelas estações, que não existem mais. Antigamente, havia um inverno, uma primavera bem definidos”, relembra. “Agora, faz calor no inverno, no verão só chove e faz frio. O clima já está abalado.”

O desinteresse dos jovens também é um aspecto marcante das últimas pesquisas. Uma sondagem feita no final de setembro pelo instituto PUF mostrou que 67% dos jovens franceses não sabem o que é a conferência. Entre os que estão a par do tema, 71% não acreditam no sucesso da COP 21.
 


Sobre o mesmo assunto

  • Coreia do Sul/França

    Para Hollande, mercado de carbono da Coreia do Sul é modelo de gestão climática

    Saiba mais

  • Linha Direta

    Antes da COP 21, China e França anunciam acordo comum para pacto climático

    Saiba mais

  • França/COP21

    Torre Eiffel se transformará em floresta virtual para a COP 21

    Saiba mais

  • Meio ambiente

    COP21: compromissos até agora gerariam aquecimento de 2.7°C

    Saiba mais

  • Reportagem

    Sucesso da COP21 depende de China aceitar revisão de metas de emissões

    Saiba mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
Programas
 
O tempo de conexão expirou.