Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 16/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 16/07 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 16/07 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 16/07 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 16/07 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 16/07 09h30 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 15/07 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 15/07 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Geral

Estupros contra meninas pequenas não para de aumentar na Índia

media

Na madrugada deste sábado (17), duas menininhas, de 2 e 5 anos, foram estupradas em locais diferentes. Mas a revolta da população foi comum e despertou uma forte emoção que culminou com acusações contra a polícia local, que nada tem feito para lutar contra as agressões sexuais na capital.

 

A monstruosidade dos fatos não deixou os habitantes de Nova Déli indiferentes. Uma verdadeira multidão se reuniu diante da casa da mais nova das crianças, gritando e denunciando a inércia das autoridades locais perante os estupros em série na cidade. Já o prefeito aponta o governo como responsável.

A menina de dois anos foi raptada por dois homens durante uma cerimônia religiosa, estuprada e abandonada em um parque, sangrando muito. A outra garotinha, de cinco anos, foi atacada por três homens depois de ter sido atraída para a casa de um vizinho. Ela também foi achada ensaguentada e com as roupas rasgadas. Exames realizados mostraram  que ela foi estuprada várias vezes.

As duas crianças estão sob tratamento médico mas não correm risco de vida.

"Epidemia" de violência

"Até quando as meninas vão continuar a ser atacadas na capital indiana? Isto é uma vergonha", tuitou a chefe da comissão governamental de Déli para as mulheres, Swati Maliwal, estimando que a violência contra as mulheres no país atingiu o nível de "uma epidemia".

O prefeito de Nova Déli,  Arvind Kejriwal, joga a responsabilidade da situação nas costas do governo do primeiro-ministro Narendra Modi. "A multiplicação de estupros de menores é uma vergonha e está crescendo de forma assustadora", ele tuitou, também neste sábado.

Em 2014,  foram registrados 36.735 casos de estupro, dos quais 2.096 na capital. Os analistas estimam que esses números refletem somente uma parte da realidade.

 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.