Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 20/09 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 20/09 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 20/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 19/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 19/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 19/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 19/09 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 19/09 09h36 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.

Turma da Mônica é destaque em salão audiovisual em Cannes

Turma da Mônica é destaque em salão audiovisual em Cannes
 
(Foto: Divulgação)

Mais de 45 empresas brasileiras e 72 empresários participam da edição 2014 do MIPCOM, o maior mercado de conteúdo individual audiovisual do mundo, que começa nesta segunda-feira (13) e vai até o dia 16 de outubro. O encontro acontece em Cannes, na França, e é considerado um dos eventos mais importantes do setor.

Apesar do sucesso de suas telenovelas, o Brasil ainda tem uma fatia pequena do mercado televisivo mundial, dominado pelos Estados Unidos e a Europa. É o que explica o editor da revista especializada TelaViva, André Mermelstein, que já participou de pelo menos 13 edições do evento.

Segundo ele, a produção brasileira ainda é voltada para o mercado interno. “O Brasil tem uma televisão muito boa para seu público e talvez seja um dos países com o mais alto nível de nacionalização de seu conteúdo de televisão. A TV aberta brasileira, por exemplo, transmite mais de 90% do tempo conteúdo nacional”, afirma André.

No mercado internacional, entretanto, os parâmetros mudam, explica.“Não há dúvida de que temos uma qualidade de produção boa, mas ela é um pouco limitada. Internacionalmente, o Brasil tem uma fama pelas telenovelas, mas concorre com outros países latino-americanos como Colômbia, Venezuela, Argentina, que também são grandes produtores, além do México e países asiáticos, todos produtores de telenovelas.Mas no mercado internacional, o Brasil ainda é pouco relevante”, diz.

De acordo com ele, na produção de séries de ficção, ação e humor, além dos documentários, o Brasil não tem alcance internacional. “A gente praticamente não existe neste mercado. O mercado de documentários também é muito incipiente. Existe um reconhecimento de qualidade em telenovelas e uma percepção de que o Brasil tem uma qualidade superior. Mas em todos os outros gêneros é diferente”, completa. De acordo com ele, os países latino-americanos somados representam de 2 a 3% dos mercados.

"Mônica Toy" é destaque em Cannes

Apesar da pouca representatividade do Brasil no MIPCOM e no MIP Junior, algumas marcas brasileiras tradicionais encontram seu espaço. É o caso da Maurício de Souza Produções, que edita as histórias da Turma da Mônica. A filha do desenhista e personagem das histórias em quadrinhos, que fizeram parte da vida de várias gerações de crianças brasileiras, estará presente no encontro deste ano para divulgar as animações e produtos da empresa. O principal deles é o Mônica Toy, uma família de personagens em animação 2D, voltada para o público juvenil e adulto.

“São vinhetas de 30 segundos em estilo Toy. Essa vinheta não tem locução, só sonorização, para que não tenha o impeditivo da linguagem. Ela é direcionada para uma faixa etária acima de 14 anos, porque traz um pouco mais a essência dos personagens, como eles eram. A Mônica pode bater um pouco mais no Cebolinha, o Cascão pode fugir da água muito mais do que ele foge”, afirma a empresária.

A Turma da Mônica já é conhecida em vários países da Europa, explica Mônica. “É uma marca forte, com cinquenta anos no mercado. Já estivemos em vários países europeus, como Portugal, Alemanha, Itália, Espanha”, diz Mônica. “Nosso material no YouTube é visto por todas as colônias brasileiras em todos os lugares do mundo. Temos um grande número de fãs no Japão. Nos Estados Unidos, Europa e Portugal já temos uma presença muito forte com nossos produtos e personagens,” conta.

 

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
Programas
 
O tempo de conexão expirou.