Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 15/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 15/07 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 15/07 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 15/07 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 15/07 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 15/07 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 14/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 14/07 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Geral

Livro de ex-primeira dama é devastador para imagem de François Hollande

media Capa dos jornais franceses Le Figaro e Le Parisien desta quinta-feira, 4 de setembro de 2014.

A repercussão negativa para o presidente François Hollande com o lançamento do livro de memórias de sua ex-companheira ganhou destaque nos jornais franceses desta quinta-feira (4). "Obrigada por este momento" é o título da obra onde a ex-primeira dama Valérie Trierweiler conta em detalhes sua relação amorosa com o chefe de Estado francês. A mensagem política contida no livro é devastadora para a imagem do chefe de Estado, segundo os jornais.

Para o Le Figaro, o livro de confissões da ex-primeira dama é "devastador" para o presidente Hollande. Nas 320 páginas que contam os quase dez anos de sua relação amorosa com o chefe de Estado, Valérie Trierweiler mistura vida íntima e política e apresenta uma imagem pouco edificante de Hollande, definido como um "homem frio e indiferente".

Segundo sua ex-companheira, Hollande ainda "zomba dos pobres". Em seu editorial, intitulado drama e comédia, Le Figaro afirma que na França reina atualmente um espetáculo decadente. O país tem uma economia em pane e agora vê o rei nu com o lançamento de um livro sobre a vida íntima do presidente, que tinha prometido separar vida pública e privada durante seu mandato .

Hollande se refere a pobres como "sem dentes"

O jornal Libération afirma que o livro "é uma vingança íntima exposta em praça pública". O diário de esquerda afirma que Valérie Trierweiler atira para todos os lados e mostra Hollande como um político que despreza os pobres. Segundo o jornal, os 200 mil exemplares do livro foram impressos na Alemanha e o nome do autor disfarçado por muito tempo para evitar vazamentos.

O jornal diz que a ex-primeira dama tem plena consciência do efeito político de seu texto. Libération cita como exemplo o relato de Valérie de que depois de um jantar com uma família modesta, Hollande usou a expressão "sem dentes" para se referir às pessoas pobres.

Presidente se diz "chocado" com livro

"Patético". Essa foi a manchete utilizada pelo Aujourd'hui en France ao se referir ao livro da ex-primeira dama francesa, Valérie Trierweiler, que chegou hoje às livrarias do país. A publicação de trechos da obra foi suficiente para deixar o presidente François Hollande chocado, informa o jornal.

Um colaborador muito próximo diz que ele ficou profundamente consternado com a publicação do livro, escrito em segredo. No Palácio do Eliseu, os comentários são de que a decisão de Valérie de revelar a vida íntima com François Hollande é "obscena, indecente e irresponsável" porque ele ainda exerce o cargo.

Segundo o Aujourd'hui en France, outro motivo teria levado Valérie, a fazer revelações íntimas sobre Hollande, que a traiu com uma atriz. Ela teria assinado com a editora um contrato inicial de meio-milhão de euros, o equivalente a um milhão e meio de reais.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.