Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 17/07 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 17/07 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 17/07 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 16/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 16/07 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 16/07 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 16/07 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 16/07 09h36 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.

Festival de Cinema de Locarno começa com forte presença brasileira

Festival de Cinema de Locarno começa com forte presença brasileira
 
Cartaz do 67° Festival Internacional de Cinema de Locarno, que acontece de 6 a 16 de agosto de 2014. Festival del film Locarno/Divulgação

Em Locarno, na Suíça, acontece de 6 a 16 de agosto o 67° Festival Internacional de Cinema. "Lucy", do diretor francês Luc Besson, estrelado pela atriz americana Scarlett Johansson, abre a mostra. Neste ano, o Brasil está presente com diversos filmes, longos e curtas, inclusive com um concorrente ao prêmio maior, o Leopardo de Ouro.

Rui Martins, correspondente da RFI Brasil na Suíça

Neste ano, é marcante a presença brasileira – estão programados mais de uma dezena de filmes brasileiros e três deles em competições internacionais, além de haver um prêmio previsto por produtores, distribuidores e compradores para um dos sete filmes brasileiros em fase de pós-produção, que serão exibidos apenas para profissionais de cinema no Industry Days.

Porém, talvez seja importante contar que a grande atração do Festival de Locarno é o telão de 300 m2 com total nitidez das imagens, erguido na praça de estilo lombardo, a Piazza Grande, diante do qual são dispostas mais de 8 mil cadeiras, sempre rapidamente ocupadas.

É um enorme cinema ao ar livre sob estrelas e luar, pois é verão aqui na Europa e como Locarno fica ao pé dos Alpes, na fronteira com a Itália, à beira do lago Maggiore, a temperatura ultrapassa os 30 graus durante o dia e se torna agradável ao cair da noite, quando começam as projeções de filmes.

Cinema brasileiro

Nunca vi tantos filmes brasileiros programados num mesmo Festival, e saibam que sou um veterano frequentador de Locarno e de Berlim!

Há um filme brasileiro na competição internacional, onde se pode ganhar o Leopardo de Ouro. Concorrendo com  17 filmes de diversos países, "Ventos de Agosto" (trailer abaixo), do pernambucano Gabriel Mascaro, é um forte candidato. Aqui abro um parênteses para explicar que os grandes festivais têm prêmios bem definidos e tradicionais – Cannes premia com a Palma de Ouro, Veneza com o Leão de Ouro, Berlim com o Urso de Ouro e Locarno com o Leopardo de Ouro.

 

 

Outro concorrente na mostra Cineastas do Presente é o longa "Los Enemigos del Dolor". Porém, aqui é preciso destacar que se trata de uma coprodução uruguaio-brasileira, dirigida pelo realizador uruguaio Arauco Hernandez.

Dentro do quadro de cooperação cultural interlatinoamericana, o Brasil participa de um programa de incentivo a cineastas que inclui primeiro a escolha de um cenário e, a seguir, a participação no financiamento do filme. O filme de Hernandez, resultou desse tipo de incentivo.

O terceiro brasileiro em competição internacional é curta-metragem e participa da mostra Leopardos ou Cineastas de Amanhã. "O Bom Comportamento" concorre com outros 26 curtas e é dirigido por Eva Randolf, que já esteve em Locarno e ganhou o primeiro prêmio, o Leopardinho, faz cinco anos com o curta "Dez Elefantes".

E ainda há outros brasileiros no festival, porém, fora de competição.  Eu começarei falando do filme dos irmãos Pretti, Ricardo e Luiz, com Pedro Diógenes. Pelo que li, (o filme ainda é inédito) trata-se de um filme político reconstituindo uma situação que poderia ter ocorrido durante a ditadura militar brasileira.

Outro é um filme de Helena Ignez, "Poder dos Afetos", curta-metragem, com o cantor Ney Matogrosso no papel principal.

Na mostra História do Cinema, está o filme "Copacabana, Meu Amor", do falecido Rogério Sganzerla, bastante conhecido aqui na Europa pelo filme "O Bandido da Luz Vermelha".

Brasil no júri

Há também membros brasileiros no júri. A atriz Alice Braga, bastante conhecida no Brasil, é jurada da Competição Internacional. E o cineasta e crítico de cinema Helvécio Marins está no Júri dos Cineastas ou Leopardos de Amanhã.

Abertura

A abertura do Festival será com o filme Lucy, do francês Luc Besson, E entre os astros convidados e que estarão presentes está um de primeira grandeza, o francês de origem polonesa, Roman Polanski, que dará uma aula de cinema ao público e mostrará seu magnífico filme Venus à la Fourrure. E haverá ainda a presença da cineasta Agnes Varda e da atriz Juliette Binoche.

Mas não posso me despedir sem lembrar que haverá um destaque especial para filmes africanos lusófonos de Angola e Moçambique principalmente, com a presença da realizadora angolana Pocas Pascoal. E falando em lusofonia haverá ainda filmes portugueses, inclusive um na competição internacional, "Dinheiro Cavalo", de Pedro Costa.

 


Sobre o mesmo assunto

  • França/Portugal/Cinema

    França é homenageada em festival de cinema de língua portuguesa

    Saiba mais

  • Reportagem

    16º Festival de Cinema Brasileiro destaca ditadura e futebol

    Saiba mais

  • Cultura

    Festival de cinema de Rennes dedica programação ao Brasil

    Saiba mais

  • Festival de cinema de Berlim e mostra de Cézanne em Madri são destaques da semana na Europa

    Saiba mais

  • Cultura

    Filme sobre Luiz Gonzaga abre Festival de Cinema Brasileiro de Paris

    Saiba mais

  • Reportagem

    Festival de cinema em Lisboa celebra a língua portuguesa

    Saiba mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
Programas
 
O tempo de conexão expirou.