Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 17/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 17/10 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 17/10 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 17/10 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 17/10 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 17/10 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 16/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 16/10 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Geral

Duplo atentado deixa 6 mortos e uma centena de feridos no Líbano

media Bombeiros trabalham na retirada das vítimas do local do duplo atentado suicida no sul de Beirute, no Líbano. REUTERS/Hasan Shaaban

Um duplo atentado suicida deixou ao menos seis  mortos e mais de 100 feridos na manhã desta quarta-feira (19), no centro cultural iraniano de Beirute. O prédio fica no bairro xiita de Bir Hassan, no sul da capital libanesa, considerado o reduto do Hezbollah. Um grupo extremista reivindicou a autoria das explosões através do Twitter.

A explosão foi provocada por um duplo atentado suicida, com a utilização de uma moto e de um carro-bomba. De acordo com um fotógrafo da agência de notícias AFP, o incidente aconteceu diante da segurança do centro cultural iraniano.

O grupo jihadista Brigadas Abdallah Azzam publicou uma mensagem em sua conta no Twitter, na qual reivindica a autoria do atentado.

Uma nuvem de fumaça preta invadiu o céu da capital libanesa depois das explosões. Os canais de televisão do país mostram uma grande destruição no local, além de equipes de socorristas retirando vítimas dos escombros. Muitos veículos pegaram fogo e habitantes tentam ajudar os bombeiros a apagar as chamas com extintores.

A explosão foi sentida em todo o bairro de Bir Hassan, no sul de Beirute. Esta região da capital, dominada pelo grupo xiita libanês Hezbollah, é frequentemente alvo de atentados devido ao apoio militar da facção ao regime sírio que combate a rebelião de maioria sunita.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.